Suínos: Novo surto de PEDv em Indiana (EUA) preocupa veterinários

Publicado em 01/06/2014 05:15 e atualizado em 02/06/2014 18:02 459 exibições

Mais uma granja, agora no estado de americano de Indiana confirmou um segundo surto de vírus PED. A granja não foi identificada publicamente. O esforço estadual e federal para acabar com o vírus da PEDv estava trabalhando com o pressuposto de que um suíno, uma vez infectado, desenvolve imunidade e não seria mais atingido pela doença pelo menos por alguns anos, de acordo com um relatório da Reuters. No entanto, o novo surto em Indiana desfez a teoria.

No segundo caso em Indiana, o seqüenciamento genético mostrou a "mesma cepa" do vírus PEDv registrado no primeiro surto, em Maio de 2013, de acordo com Ackerman. "Leitões nascidos de porcas que foram infectados por uma segunda vez, tem uma taxa de mortalidade de cerca de 30%, em comparação com uma taxa de mortalidade de quase 100% entre os leitões recém-nascidos durante o primeiro surto", disse o veterinário, acrecentando que a granja faz um "excelente trabalho sanitárioo", tornando asim mais intrigante o fato de um novo surto vírus PEDv acorrer.

PEDv: Rússia suspende importação de suínos dos EUA

A Rússia suspenderá a importação de suínos dos Estados Unidos a partir desta sexta-feira por preocupações com surtos do vírus letal da diarreia suína, informou a agência estatal russa Rosselkhoznadnor em comunicado.

"Esta doença está se espalhando ao longo de mais e mais território de vários países, incluindo os Estados Unidos, México, Canadá e Japão", disse a agência, acrescentando que estava preocupada com a contínua degradação da situação nos EUA.

Uma propriedade em Indiana tornou-se a primeira a confirmar publicamente que sofreu um segundo ataque do vírus mortal para suínos, elevando temores de que a doença que dizimou 10 por cento do rebanho suíno dos Estados Unidos poderá ser mais difícil de conter do que esperavam produtores e veterinários, segundo reportagem da Reuters publicada na quarta-feira.

A granja, por meio de seu veterinário, reconheceu publicamente na terça-feira um novo incidente de vírus da diarreia suína epidêmica (PEDv, na sigla em inglês), que matou 7 milhões de porcos e empurrou os preços de carne suína a máximas recordes desde que foi identificada pela primeira vez nos EUA um ano atrás.

A agência russa disse que estava interrompendo as importações "com o objetivo de prevenir a entrada da doença" no país.

A Rússia recebe normalmente quantidades importantes de suínos vivos dos Estados Unidos, de acordo com a agência.

Ele disse que os suínos norte-americanos designados para exportação para a Rússia, antes de sexta-feira, serão colocados em quarentena e testados na Rússia.

Os principais importadores de suínos vivos dos Estados Unidos são a China, México e Rússia, de acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA.

O USDA diz que o vírus não representa qualquer risco para a saúde humana e não é uma questão de segurança alimentar.

Tags:
Fonte:
PorkWorld

0 comentário