Chuvas voltam ao sul do Brasil, geram estragos e deixam muitos desabrigados

Publicado em 27/06/2014 15:00 e atualizado em 28/02/2020 17:53 2447 exibições

Devido às chuvas mais intensas nos últimos dias, o plantio do trigo permanece atrasado no Rio Grande do Sul, especialmente no Norte e Noroeste do estado. Segundo informações divulgadas pela Emater/RS, até a quinta-feira (26), a semeadura evoluiu para 61% da área projetada para esta safra. O percentual está abaixo do registrado no mesmo período do ano anterior, de 70% e a média dos últimos anos de 71%.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Erechim, João Picolli, os produtores aguardam a melhora no clima, para dar continuidade aos trabalhos nos campos. Além disso, em muitas propriedades, as lavouras terão que ser replantadas. “Os agricultores têm até o dia 10 de julho para finalizar o cultivo do cereal, mas muitos podem desistir do plantio do trigo”, afirma.

O cenário também se repete na região de Getúlio Vargas, segundo o produtor rural do município, Darlan Ribellato. O agricultor enviou imagens à redação do Notícias Agrícolas das lavouras cultivadas no último final de semana. Desde terça-feira, a localidade já recebeu mais de 320 mm de precipitações.

As imagens abaixo foram enviadas por Darlan Ribellato. Ele é de Getúlio Vargas (RS) e contou que essas imagens são da lavoura de trigo, o plantio foi do último final de semana.  Já choveu mais de 320 mm.

Chuva RS

Chuva RS

Chuva RS

Chuva RS

Chuva RS

Chuva RS

No G1 RS: Chuva afeta 39 municípios e mais de 3 mil pessoas no RS, diz Defesa Civil

​​Mais de 3 mil pessoas foram prejudicadas pela chuva que atinge o Rio Grande do Sul nos últimos dias. A informação foi divulgada pela Defesa Civil do estado no fim da manhã desta sexta-feira (27). O número de municípios que sofreram estragos chegou a 39. Segundo a Defesa Civil, 395 pessoas estão desabrigadas e 2.686 estão desalojadas. Em dois dias, choveu mais que a média para o mês inteiro na Região Norte do estado.

​A ponte na ERS-480 que liga Nonoai a Chapecó, em Santa Catarina, ficou interditada durante toda a manhã desta sexta. Por volta das 11h50 o trecho foi liberado. Na ERS-211 entre Erechim e Jacutinga, no Norte do estado, a rodovia está bloqueada por causa do alto nível de água no rio. A BR-153 que liga Erechim a Concórdia, em Santa Catarina, está interditada para ônibus e caminhões. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, veículos leves passam pelo local.

Veja a notícia na íntegra no site do G1 RS

No Zero Hora: Quase 1,6 mil pessoas estão fora de casa devido à chuva no RS

O balanço da Defesa Civil estadual aponta que 1.593 pessoas tiveram de deixar suas casas devido às chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde o início da semana. As regiões Norte e Noroeste são as mais prejudicadas.

Conforme o boletim, atualizado às 7h desta sexta-feira, 30 municípios sofrem com estragos. São 245 desabrigados (precisam de abrigo do poder público) e 1.348 desalojados (estão na casa de familiares, por exemplo). Os próximos números serão divulgados às 11h.

Chuva no RS

Cruzaltense é um dos municípios inspecionados pela Defesa Civil devido à chuva
Foto: Prefeitura de Cruzaltense / Divulgação

Chuva no RS

Em Porto Mauá, travessia de balsa foi suspensa
Foto: Vilson Winkler / Divulgação

Veja a notícia na íntegra no site do Zero Hora

As imagens seguintes foram postadas no Facebook do deputado gaúcho Luis Carlos Heinze (PP-RS):

Chuvas no RS 1

Chuvas no RS 2

Chuvas no RS 3

Chuvas no RS 4

Chuvas no RS 5

Chuvas no RS 6

Chuvas no RS 7

Em Santa Catarina

No G1: Defesa Civil registra mais de 550 desalojados no Oeste após chuvas

A Defesa Civil de Santa Catarina registrou, até 7h desta sexta-feira (27), pelo menos 589 desalojados e 200 desabrigados após as chuvas dos últimos dias no Oeste do estado. Vários trechos de rodovias ficaram com tráfego interrompido.

Segundo a Defesa Civil estadual, o registro de pessoas que tiveram que deixar as casas foi maior em Águas de Chapecó. Lá, houve 300 desalojados e 200 desabrigados. Palmitos e Mondaí tiveram 100 desalojados cada uma. Em Itapiranga, foram 70 famílias desalojadas. Rio das Antas registrou 19 desalojados.

Leia a notícia na íntegra no site do G1 SC.

No RIC Mais: Prefeitura de Chapecó decreta situação de emergência após registrar alagamentos

Em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina, a tarde de quinta-feira (25) foi de muitos transtornos. Dezenas de pontos da cidade foram atingidos pelos alagamentos e a prefeitura decretou situação de emergência. Em alguns locais, veículos chegaram a ficar submersos.

Ponte do Rio Uruguai entre Erechim/RS e Chapecó/SC está embaixo d'água. Segundo informações da Defesa Civil, o Rio Uruguai registra 11 metros acima do nível normal em diversos pontos. Com a abertura das comportas da Usina Hidrelétrica Chapecó, em Alpestre, existe o risco de a ponte localizada no Goio -En, em Chapecó, seja interditada. A ponte liga os estados de Santa Catarina Rio Grande do Sul. 

Notícias Agrícolas: Em Chapecó (SC), chuvas deixam desabrigados e atrasam plantio do trigo

O estado de Santa Catarina também está sendo castigado pelas chuvas em excesso. Em Chapecó, o presidente do Sindicato Rural, Américo do Nascimento, explica que as fortes precipitações ocorrem desde a última segunda-feira (23). Inclusive, a prefeitura do município já decretou situação de emergência após registrar os alagamentos.

“As pontes estão alagadas e mais de 500 pessoas estão desabrigadas até o momento. No campo, os produtores não conseguem dar continuidade ao plantio do trigo e os que investiram no cultivo da aveia também terão prejuízos. Já os pecuaristas estão mantendo os animais dentro das propriedades, pois não podem soltar os bois nos pastos”, diz Nascimento. 

Sul de SC registra alagamentos e desabamento de galpão

A situação era tranquila na manhã desta sexta-feira (27) no Sul de Santa Catarina em relação às chuvas, segundo os coordenadores regionais da Defesa Civil. Mesmo assim, foram registradas algumas ocorrências. Ruas ficaram alagadas em Balneário Rincão e parte de uma edificação abandonada desabou, mas ninguém se feriu.

A Defesa Civil de Santa Catarina registrou, até 7h desta sexta-feira (27), pelo menos 589 desalojados e 200 desabrigados após as chuvas dos últimos dias no Oeste do estado. Vários trechos de rodovias ficaram com tráfego interrompido. A Defesa Civil estadual recebeu os decretos de emergência de Rio das Antas e Palmitos. Municipalmente, Chapecó também produziu o documento.

Leia a notícia na íntegra no site do G1 SC.

Chuvas: Ponte do Goio-Ên interditada

Em decisão da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros, a ponte sobre o rio Uruguai, no distrito de Goio-Ên, que liga Chapecó ao Rio Grande do Sul, foi interditada na noite de quinta-feira (26), devido à água ultrapassar o limite da pista. 

Na manhã desta sexta-feira (27), às 8h, a ponte segue fechada. A Defesa Civil confirmou que não há previsão de liberação da ponte, pois é necessário a água baixar do limite da pista. O Corpo de Bombeiros está monitorando a situação.

Com informações do Chapecó Mais. 

Foto: Facebook Chapecó Mais

Ponte do Rio Uruguai entre Erechim/RS e Chapecó/SC

Ponte do Rio Uruguai entre Chapecó/SC e Erechim/RS

Porto Goio-En

Porto Goio-En no Rio Uruguai

No Paraná

União da Vitória em estado de calamidade pública

O Ministério da Integração Nacional reconheceu estado de calamidade pública em Bituruna e União da Vitória, sul do Paraná. A portaria foi publicada na edição de ontem (25) do Diário Oficial da União e visa agilizar o repasse de recursos federais e o atendimento às vítimas da enchente. Mais de 52 mil pessoas foram afetadas somente em União da Vitória. Mais de 11 mil estão desalojadas. Foi registrada 1 morte no município em decorrência das cheias. Segundo a Defesa Civil municipal, os prejuízos deverão ultrapassar R$ 120 milhões. No Paraná, 11 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas. A população atingida ultrapassa os 820 mil em 155 municípios e segundo o governo estadual, os estragos causados pelos temporais, causaram prejuízos superiores à R$ 1 bilhão.

Chuvas no PR - Vista aérea de União da Vitória

No link abaixo, veja um video com a vazão da água na barragem de Itá, postado no Facebook do internauta João Toaldo

https://www.facebook.com/photo.php?v=1443536669254725&set=vb.100007952168061&type=2&theater

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas + Zero Hora

0 comentário