Na REUTERS: Bunge reduz fluxo de soja para China após superestimar demanda

Publicado em 13/02/2015 10:29 e atualizado em 18/02/2015 06:27
1812 exibições
Por Tom Polansek, da Reuters em Chicago

CHICAGO (Reuters) - A Bunge reduziu o volume de seus carregamentos de grãos de soja com destino à China, maior importador mundial da oleaginosa, depois de ter superestimado a demanda em projeções realizadas no fim do ano passado, disse o presidente-executivo da companhia, Soren Schroder, nesta quinta-feira.

A decisão de reduzir a escala dos embarques para o país mais populoso do mundo reflete o impacto da redução no ritmo do crescimento econômico chinês sobre uma das maiorias companhia do agronegócio no mundo.

A Bunge, uma das principais processadoras mundiais de grãos de soja, normalmente possui carregamentos contínuos de soja destinados à China a partir de países produtores como o Brasil, "como uma esteira rolante flutuante", disse Schroder.

No entanto, no fim de dezembro a companhia sofreu um prejuízo de 30 milhões de dólares com a queda no preço da soja estocada para ser enviada à China, que recuou a valores abaixo do pago pela Bunge na compra da commodity, disse Schroder.

A Bunge equivocadamente esperou por um aumento de demanda, acrescentou ele em uma entrevista após a companhia relatar resultados abaixo das expectativas no quarto trimestre de 2014.

"Estamos reduzindo progressivamente o tamanho do fornecimento que temos fluindo para a China, de modo a reduzir o risco da operação, para que não tenhamos coisas como as que acabaram de acontecer novamente", disse ele à Reuters.

A economia chinesa em arrefecimento --os 7,4 por cento de crescimento em 2014 foram a taxa mais baixa em 24 anos-- tem causado efeitos sobre os mercados globais, pois o país é o maior comprador do mundo de minério de ferro, cobre e soja, e segundo maior importador de petróleo, atrás apenas dos EUA.

A China importou 6,88 milhões de toneladas de soja no mês passado, abaixo do recorde estabelecido em dezembro mas acima das 5,9 milhões de toneladas importadas em janeiro do ano passado. A grande importação e uma demanda mais fraca têm resultado em baixas margens de lucro.

"Julgamos mal a demanda e o momento dela em um par de pontos percentuais", disse Schroder.

A Bunge espera que as condições de mercado melhorem na China, onde ficam sediados entre 10 e 15 por cento de toda a operação de processamento de grãos da companhia, embora acredite que a situação continue desafiadora.

Os lucros trimestrais ficaram abaixo das projeções, e "uma grande parte disso está relacionada a como gerimos o fornecimento para a China", disse Schroder.

Compradores chineses causaram um aumento dos preços da soja norte-americana no início da safra que começou em 1 de setembro do ano passado, somente para ver os preços caírem com força em seguida, ante a previsão de safras recordes na América do Sul.

Compradores chineses cancelaram ao menos 579.000 toneladas em compras de soja dos Estados Unidos durante a segunda metade de janeiro, de acordo com o Departamento de Agricultura dos EUA.

Tags:
Fonte: Reuters

7 comentários

  • Dalzir Vitoria Uberlândia - MG

    O Viganó e Liones foram a China ou camperiaram na Farrapos na calada da noite....

    0
  • elcio sakai vianópolis - GO

    perdeu uma vez, mas já ganhou quantas outras?

    0
  • Rodrigo Polo Pires Balneário Camboriú - SC

    Seja como for, o fato é que começou a brincadeira de gato e rato. O inicio de um movimento de reversão ficou claro no fim da sessão, os vendidos estão se divertindo com os comprados. A tentativa é a de estabelecer novo patamar de preços, – acima de U$ 10,00 de 2010 até agosto de 2014 – para abaixo de U$ 10,00. Confirmada a diminuição do crescimento da demanda, mesmo que temporariamente, o contrato março não volta aos U$ 10,50. Quem comprou acima de U$ 10,00 tá ferrado. O que as tradings vão fazer? Olhe só Aleksander, nosso amigo Miguel Daoud pode estar certo – ele afirmou na última entrevista, que com a desvalorização do real as empresas pagariam menos dólares, e que somente a desvalorização não faria com que aumentassem as exportações -.

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    O valor das ações da Bunge eram menos de us$ 60.00 por ação, em junho de 2012; e recentemente fechou em mais de 91.00 dólares. Acho que neste caso a China ajudou, e muito !!!

    0
  • leandro frizzo São Miguel das Missões - RS

    Quanta balela; é a legítima historinha de boi dormir.

    0
  • Liones Severo Porto Alegre - RS

    Tchê Luiz Alfredo Viganó, nessa tu gabaritou. Mas se perder diga que foi por culpa da China, mas não precisa declarar qual delas...!

    0
  • Luiz Alfredo Viganó Marmeleiro - PR

    A la putcha tchê, se até a Bungue erra e perde dinheiro em seus briques imagine o que esperar de nós produtores enfiados nos rincões desse brasilzão...

    0