Caminhoneiros organizam movimento para "fechar Brasília", informa a Agência Brasil

Publicado em 02/03/2015 10:54 e atualizado em 02/03/2015 14:47
2620 exibições
Buzinaço deve acontecer nesta segunda-feira; manifestantes devem se reunir em postos de gasolina próximos à capital federal para definir como será o ato

O Comando Nacional do Transporte divulgou neste final de semana um vídeo no qual Ivar Luiz Schmidt, um dos líderes do movimento do tranporte, convoca os caminhoneiros para um buzinaço hoje (2), com o intuito de “fechar Brasília”. Os caminhoneiros se manifestam contra o recente aumento do óleo diesel, além de pedir a definição de um valor mínimo para o frete. 

Na proposta apresentada, o governo prometeu sancionar sem vetos a Lei dos Caminhoneiros, prorrogar por 12 meses o pagamento de caminhões, conforme o Programa Procaminhoneiro, além de criar, por meio de negociação entre caminhoneiros e empresários, uma tabela referencial de frete. As manifestações continuam, em menores pontos, após a proposta do governo federal ter sido aceita pela Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transporte e Logística.

Nos vídeos divulgados pelo Comando Nacional do Transporte, Schmidt convoca os caminhoneiros a se dirigir aos postos de combustíveis localizados nas proximidades de Brasília, para organizar a logística do buzinaço, prometido para esta segunda-feira na capital federal. “Conclamo todos a fechar Brasília”, disse o caminhoneiro.

RIO GRANDE DO SUL: Aumenta o número de bloqueios no estado Agora, são 16 trechos nas rodovias federais.Caminhoneiros em greve mantêm interdições totais ou parciais de rodovias em MS, MT, RS, SC, e SP nesta segunda.

A PRF do Rio Grande do Sul registra manifestações no estado na BR-116, em Camaquã, na altura do quilômetro (km) 397, na BR-386, em Soledade, no km 243, e em Fontoura Xavier, no km 268. Há também bloqueios na BR-392, em São Sepé (km 297) e em Cerro Largo (km 658) e na BR-472, em Santa Rosa (km 155).

O chefe da comunicação da PRF do Paraná, inspetor Wilson Martines, informou que os caminhoneiros não ocupam as pistas das estradas federais do Estado, mas estão parados no acostamento do km 136 da BR-376, em Nova Esperança, no km 7 da BR-163, em Barracão, e no km 112 da BR-376, em Paranavaí. “Estamos negociando a passagem dos caminhões de carga que querem passar”, disse o inspetor.

Em nota divulgada no domingo sobre as manifestações dos caminhoneiros nas estradas do País, a Secretaria-Geral da Presidência da República informou que o governo vai ampliar a presença das forças policiais para garantir o cumprimento das decisões judiciais e a desobstrução das rodovias, em busca de garantir o direito ao trabalho e o abastecimento da população.

 
Impedido por esquema de segurança, buzinaço na capital perde força

Depois de programar um grande buzinaço na Praça dos Três Poderes, em Brasília, as dezenas de caminhoneiros que seguiam em direção ao Plano Piloto pela BR-060 foram impedidas de prosseguir com o protesto pacífico após a montagem de um forte esquema de segurança da Polícia Militar de Goiás e do DF, da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Força Nacional. 

Entre os poucos motoristas que ficaram no local, o caminhoneiro Tiago Aragão, 32 anos, conta que às 4h de hoje, ele deu ignição no caminhão e iniciou o buzinaço no local. No entanto, sem adesão de outros trabalhadores, ele abandonou a ideia de ir à Esplanada. O homem também afirmou ter sofrido represálias de policiais. “Chegaram a dizer que se eu não parasse de buzinar, quebrariam meu veículo. Se dependesse de mim, eu já estava lá”, lamentou.

Leia a notícia na integra no site do Correio Braziliense.

Na Reuters: Caminhoneiros mantêm bloqueios no país; Dilma deve sancionar lei nesta 2ª-feira

LOGO REUTERS

(Reuters) - Caminhoneiros ainda protestam em algumas rodovias do país nesta segunda-feira, enquanto o governo se prepara para sancionar uma nova lei que alivia pagamento de pedágio, perdoa multas e promete ampliar pontos de paradas para descanso.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou seis pontos de bloqueio em Santa Catarina e outros seis no Rio Grande do Sul, segundo a Agência Brasil.

No Paraná, ainda segundo a PRF, os caminhoneiros não ocupavam pistas das estradas federais, mas estavam no acostamento parados no km 136 da BR-376, em Nova Esperança, no km 7 da BR-163, em Barracão, e no km 112 da BR-376, em Paranavaí.

Já a concessionária Rota do Oeste informou que havia dois pontos de bloqueio na BR-163, em Mato Grosso.

A Secretaria-Geral da Presidência da República informou em nota que a presidente Dilma Rousseff decidiu sancionar sem vetos, nesta segunda-feira, a nova Lei dos Caminhoneiros.

De acordo com a nota, a lei assegura perdão das multas por excesso de peso expedidas nos últimos dois anos, isenção de pagamento de pedágio para eixo suspenso de caminhões vazios e ampliação de pontos de parada para descanso e repouso.

O governo informou ainda que tomará as medidas necessárias junto ao Congresso Nacional para prorrogar por 12 meses as parcelas de financiamentos de caminhões adquiridos pelos programas ProCaminhoneiro e Finame do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

(Por Maria Pia Palermo)

Clique aqui e confira a situação em cada estado

Tags:
Fonte: Agência Brasil + Terra + G1

Nenhum comentário