No UOL: Morte de José Rico leva 7 mil pessoas ao cemitério; 4 delas caem dentro de túmulos

Publicado em 04/03/2015 19:18
558 exibições
População de Americana (SP) foi às ruas cantando músicas da dupla milionário e José Rico

O enterro do sertanejo José Rico, realizado em Americana, interior de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (4), foi marcado por tumulto e homenagens dos fãs. Cerca de 7.000 pessoas acompanharam a cerimônia no Cemitério da Saudade.

De acordo com a Guarda Municipal de Americana, durante o enterro, pessoas subiam nos jazigos para conseguir uma visão melhor do túmulo de José Rico. Isso fez com que as tampas de algumas sepulturas se quebrassem e pelo menos quatro pessoas caíssem dentro de túmulos. Elas tiveram apenas ferimentos superficiais.

Ao UOL, uma dessas pessoas, que se identificou apenas como Fernanda, disse que saiu de Nova Odessa (a 126 km de São Paulo) para acompanhar o sepultamento do cantor, de quem é fã. "Eu estava com mais duas amigas em cima de um túmulo quando caiu tudo. Mas só eu cai dentro", conta ela. "Mas não importa, quero ficar e prestar minha homenagem", disse. Procurada, a administração do cemitério confirmou que houve acidentes desse tipo, mas informou que não contabilizou, até a conclusão da reportagem, o total de vítimas.

HOMENAGENS

Antes do enterro, o corpo foi levado em cortejo por um caminhão do Corpo de Bombeiros. Pelas ruas de Americana, uma multidão de fãs acompanhava o trajeto e cantava, ininterruptamente, os sucessos da dupla. "É a nossa maneira de saudar um dos nossos grandes ídolos", disse, no intervalo de uma das canções, o prestador de serviços gerais Vladimir Stocco Santos, 43 anos.

Momentos antes do sepultamento, que ocorreu por volta das 11h20, um caminhão de som parou na rua ao lado do cemitério, e a cantoria que era realizada pelos presentes passou, então, a ser comandada pelo carro de som, que entoou o maior sucesso da dupla, "Estrada da Vida".

A despedida teve a presença de famosos, especialmente do meio sertanejo. Leonardo, César Menotti, Dalvan, Chitãozinho e Léo, que faz dupla com Victor, foram alguns dos que passaram pela Câmara dos Vereadores de Americana, onde o corpo foi velado. Na manhã desta quarta, o apresentador Ratinho e seu assistente de palco Marquito também foram ao local, mas saíram sem falar com a imprensa, sob forte esquema de segurança.

Além de fãs e artistas, o parceiro de dupla, Milionário, e a viúva, Berenice Martins Alves dos Santos, também estiveram no local. Emocionado, Milionário não falou com a imprensa, mas declarou que vai sentir a morte do companheiro. "Era um irmão. A separação, dessa vez, foi inevitável e terrível", disse ele. A viúva não falou com os jornalistas.

Mais de 15 mil pessoas compareceram ao velório e o cortejo até o cemitério, onde a cerimônia teve início por volta das 9h30.

COMPROMISSOS

O músico José "Rico" Alves dos Santos, voz principal da dupla Milionário e José Rico, morreu nesta terça-feira, aos 68 anos, no Hospital da Unimed de Americana. De acordo com um comunicado divulgado pela assessoria de imprensa, a morte ocorreu às 14h18 por infarto do miocárdio. O cantor de sucessos como "Estrada da Vida" havia sido internado no local pela manhã, com problemas no coração, rins e joelho.

De acordo com André Renato Martins, responsável pela carreira da dupla, há pelo menos uma centena de shows vendidos, e os contratos serão cumpridos. "Infelizmente perdemos essa voz maravilhosa, que é a primeira da dupla, mas vamos cumprir a agenda de shows. Não sabemos ainda como vamos fazer, nem é hora de pensar nisso, mas iremos honrar os compromissos", disse.

Ainda segundo Martins, a morte de José Rico deixa "uma infinidade" de projetos inacabados. "Saí de uma reunião na quarta-feira passada, no Rio de Janeiro, com a gravadora. Íamos fazer um álbum com orquestra sinfônica, lindo. Foi uma surpresa muito grande, ficou muita coisa interrompida. Ele era como minha família, nem sei o que dizer nesse momento", disse. 

Tags:
Fonte: UOL

Nenhum comentário