Frio anima os produtores de trigo, uva, maçã e pêssego no RS

Publicado em 11/07/2016 07:27 82 exibições

No Rio Grande do Sul as temperaturas despencaram. O agricultor Ajadir Machiavelli aumentou a área de trigo nesse ano. A aposta nos 1.500 hectares cultivados em Cruz Alta é de uma lavoura mais saudável e com melhores índices de produtividade. "O trigo é uma planta que exige mais do clima do que do próprio produtor, do manejo”, diz.

Esse frio intenso provoca o perfilhamento das plantas. Perfilhos são ramos laterais que nascem e quem vão gerar novas espigas, dando chance de que a produtividade aumente.

A expectativa de produção é 21% maior que no ano passado. Esse clima também é bom para quem aposta na produção de frutas no estado.

Nos pessegueiros em Pelotas, no sul do estado, o momento é de poda. Apenas quatro municípios concentram quase 30% da produção nacional da fruta. O frio intenso das últimas semanas tem favorecido as plantas. “Ao que tudo indica nosso inverno vai ser mais rigoroso. Para o pessegueiro, sem dúvida, é melhor”, diz Alex Mayer, agrônomo da Embrapa.

Bom também para as macieiras na Serra Gaúcha, uma planta bem exigente quando o assunto é frio. “Esse frio faz com que a planta acumule as horas necessárias, para que lá na primavera ela tenha um bom desenvolvimento, uma boa brotação, para ter uma boa condição de produzir bons frutos na nossa próxima safra”, comenta Fabiano Varela, técnico agrícola da Emater/RS.

Mas a maior aposta mesmo é quanto a produção de uva. Os parreirais estão praticamente sem folhas. Devem seguir assim pelo menos até o início da primavera. Nesta época o frio é essencial. Contribui e muito para este período de dormência e também ajuda na eliminação de fungos e insetos nos pomares.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - Globo Rural.

Fonte:
G1 - Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário