Agricultores param de irrigar e não sabem como manter produção no ES

Publicado em 27/09/2016 07:51
81 exibições

Depois de subir para 20 o número de municípios do Espírito Santo onde a irrigação está proibida, alguns agricultores que vivem da bacia do Rio Santa Maria da Vitória e do Rio Jucu, no Espírito Santo, disseram que não receberam alerta sobre proibição. Muitos deles não sabem o que fazer para manter a produção sem água.

O diretor presidente da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Paulo Paim, explicou que já teve uma reunião com produtores, Ministério Público e Polícia Militar para definir uma melhor maneira de liberar água para os pequenos produtores, sem que haja impacto no abastecimento humano.

Quatro municípios da região Serrana do Espírito Santo foram incluídos na lista dos que estão em situação extremamente crítica, em decorrência da seca, desde o dia 9 de setembro.

O produtor rural Ozílio Dordenoni ligava a irrigação às lavouras de abobrinha, cenoura e couve-flor dia sim, dia não, e foi assim que ele conseguiu manter a produção, mesmo com pouca chuva.

“Se parar de irrigar, igual foi proibido, vai atrapalhar. Aí, eu vou deixar de colher, vou perder a plantação que eu tenho”, disse.

Ozílio vive em Domingos Martins e trabalha apenas com hortaliças. “A plantação eu vou perder, não vou ter dinheiro para pagar o financiamento e, depois, vão tomar o meu terreno, para poder pagar o financiamento, porque eu não vou ter como pagar. Plantando, já está difícil, sem plantar, pior ainda”, falou.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - ES.

Fonte: G1 - ES

Nenhum comentário