Após assassinato de dois produtores, setor protesta por mais segurança no Paraguai

Publicado em 17/11/2016 11:38
300 exibições

No Paraguai, aproximadamente 10 mil produtores agrícolas se reúnem hoje (17) no distrito de Minga Porã, departamento de Alto Paraná, para exigir respostas imediatas ao Governo a respeito da insegurança pela qual passa a zona.

Rubén Sanabria, vice-presidente da Coordenadoria Agrícola do Paraguai, explicou à rádio local 970 AM que foram convocados os produtores de Itapúa, Canindeyú e Alto Paraná. Segundo ele, a gota d'água que resultou no protesto foi o assassinato de dois produtores em plena atividade de colheita.

"Nos preocupa essa situação. Na agricultura mecanizada se trabalha 24 horas quando é colheita. Agora, pelo medo que possuem, os companheiros abandonam seus postos e os trabalhos ficam congelados. Precisamos de tranquilidade para trabalhar em paz", disse.

Sanabria disse também que eles já estão em contato com Críspulo Sotelo, comandante da Polícia Nacional, para que haja um trabalho em conjunto com o órgão.

O vice-presidente disse que foram convidados alguns parlamentares e governadores dos departamentos da região para o protesto, que ainda são aguardados ao longo do dia. Eles contam também com o apoio de 16 prefeitos que declararam como "interesse municipal" a mobilização dos produtores.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: ElAgro.com.py

0 comentário