Irrigação correta diminui desperdício de água, explica especialista do ES

Publicado em 12/12/2016 08:04
240 exibições

Um número simples revela por que o campo sente tanto com os períodos de falta de chuva e de seca de córregos e rios. Cerca de 70% de toda água utilizada no Brasil vai para a irrigação. Técnica necessária para a produção de alimentos. No país, a eficiência média dos sistemas de irrigação é de 60%. Logo, grande parte da água captada não é aproveitada adequadamente.

Para usar a água da irrigação de forma racional, é necessário que se utilize de conhecimento especializado. Mas boa parte dos sistemas de irrigação é instalado sem um projeto adequado. Muitos produtores vão até uma loja de equipamentos agrícolas e a própria loja faz a instalação. Sem um estudo bem feito, pode acontecer um desperdício que é evitável.

Existem diversos tipos de sistemas de irrigação. Os sistemas localizados, ou seja, quando a água é aplicada sem ocupar toda a superfície do solo, como o gotejamento e o microaspersor. E existem os métodos de aspersão, que podem ser menores, como a convencional, ou maiores, como no caso do pivô central, forma de aspersão mecanizada normalmente utilizada em grandes áreas. Esses sistemas molham uma área maior do solo. Na região serrana o uso de aspersor convencional é muito comum.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - ES.

Fonte:
G1 - ES

0 comentário