Na Folha: Agronegócio perde receita, embora mantenha peso no comércio exterio

Publicado em 03/01/2017 06:13
345 exibições
Por Mauro Zafalon, coluna Vaivém das Commodities

O agronegócio perdeu fôlego no ano passado, e oito dos dez principais produtos de exportação do setor tiveram receitas menores do que em 2015.

Mas, como houve uma queda geral nas receitas totais com as exportações do país em 2016, a participação dos agrícolas -mesmo com essa redução- se manteve praticamente estável na balança comercial.

No ano passado, esses dez produtos somaram US$ 66,3 bilhões, 36% dos US$ 185,2 bilhões exportados pelo Brasil no período.

Produção abaixo do previsto para alguns produtos e queda média de preços no mercado internacional para outros provocaram essa redução das receitas brasileiras.

Entre os produtos que tiveram melhores receitas estiveram açúcar e suco de laranja. Já o conglomerado soja, as carnes, café, algodão e milho estiveram entre os que perderam receitas.

Um dos destaques foi o milho. O volume exportado em 2016 foi de 21,9 milhões de toneladas, abaixo do recorde de 28,9 milhões de 2015.

A falta interna do cereal em alguns períodos do ano fez a indústria nacional disputar o produto que seria exportado.

Leia a notícia na íntegra no site Folha de S.Paulo.

Fonte: Folha de S.Paulo

0 comentário