Seminário debate tecnologia e inovação no agronegócio

Publicado em 11/03/2019 15:50 e atualizado em 11/03/2019 17:53
213 exibições

Qual o papel do setor público e privado para a criação de um sistema global eficiente de alimentos, resiliente e voltado para alimentar uma população que deverá atingir 9 bilhões em 2030? Essa e outras questões serão debatidas no seminário "Tecnologia e Inovação no Agronegócio - Da economia verde à importância dos dados para o setor".

Organizado pela Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) e pelo Green Rio, o evento será realizado no próximo dia 14 de março, a partir das 14h, no auditório da SNA. Participarão dos debates representantes de produtores, startups de tecnologia, setor público e indústrias de alimentos.

Especialistas afirmam que as empresas do agronegócio devem fortalecer suas cadeias de fornecimento e adaptar suas ofertas para atender a diversas necessidades. Essas demandas incluem desde questões como segurança alimentar e nutrição básica das populações de baixa renda, à capacidade de lidar com os desejos e prioridades dos consumidores nos mercados desenvolvidos.

Durante o seminário, serão debatidos temas de interesse como a necessidade de cadeias de alimentos mais transparentes e rastreáveis; o gerenciamento dos recursos naturais e as novas tecnologias e modelos de negócios que aumentam a complexidade enfrentada pelo setor, diante da demanda crescente dos consumidores.

A Embrapa Solos participará do painel  "Inovação e ganho de escala em produção sustentável", sendo representada por seu chefe-geral José Carlos Polidoro. No momento, a empresa tem interesse em apoiar programas de startups.

Estarão presentes no mesmo painel, entre outros, o vice-presidente de Agronegócios do Banco do Brasil, Ivandré Montiel da Silva; o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Newton Araújo Silva Júnior e a GR Agrária, do Rio de Janeiro. Especializada em reciclagem como forma de diminuir a poluição de rios e solos, a empresa recicla óleo de cozinha, produz artigos de limpeza, além de um insumo especial para utilização em hortas.

Nos debates em torno do tema  "Empreendedorismo e tecnologias no agronegócio sustentável", um dos destaques será a Good Food Institute, empresa norte-americana focada na produção de alimentos à base de plantas, e que tem como proposta a diminuição do impacto ambiental da produção animal. O grupo trabalha com cientistas e investidores e apoiam startups e empresas interessadas em novos alimentos.

Também participando do painel sobre Empreendedorismo, ao lado de representantes do Sebrae e da SerraTec, a primeira empresa de Agricultura em Ambiente Controlado (CEA) no Brasil - Fazenda Urbana (RJ) - irá mostrar seu trabalho de produção de brotos de verduras e legumes em contêiners, para venda em redes de supermercados.

Ainda durante o seminário, será apresentada a oitava edição da feira e conferência Green Rio 2019, programada para o período de 23 a 25 de maio, na Marina da Glória, no Rio de Janeiro.

Programação 

14h – Abertura SNA e Green Rio

14h20 – Empreendedorismo e tecnologias no agronegócio sustentável

– Good Food Institute – Gustavo Guadagnini
– Fazenda Urbana – Tom Oberlin
– SerraTec (Petrópolis)
– Sebrae – Cezar Kirszenblatt
– Moderação: Helio Sirimarco – Sociedade Nacional de Agricultura

15h10 – Green Rio e SNA na promoção da economia verde

– SNA – Sociedade Nacional de Agricultura – Sylvia Wachsner
– Green Rio/Planeta Orgânico – Maria Beatriz Martins Costa

15h30 – Inovação e ganho de escala em produção sustentável

– SENAI – Paulo Coutinho
– Embrapa Solos – José Carlos Polidoro
– SICOOB Fluminense
– Banco do Brasil – Ivandré Montiel da Silva
– GR Agrária
– Moderação: Maria Beatriz Martins Costa

16h40 – Debate e encerramento 

Inscrições: http://www.greenrio.com.br/index.php/seminario-14-marco-2019/

Tags:
Fonte: SNA

Nenhum comentário