Itaquerê: presente na soja, algodão, milho e boi, grupo do MT pede recuperação judicial

Publicado em 22/03/2019 14:04
247 exibições

LOGO nalogo

O Grupo Itaquerê entrou com pedido de recuperação judicial para reestruturar 482 milhões de reais em dívidas, segundo uma carta da diretoria vista pela Reuters.

Na carta datada de 21 de março, o grupo, sediado no Estado de Mato Grosso, culpou uma crise econômica prolongada, juntamente com condições climáticas adversas e oscilações cambiais, por seus problemas financeiros. A carta foi assinada pelo grupo, e não por nenhum executivo em particular.

Itaquerê e MLuz, nomeado na carta como consultor financeiro do grupo, não responderam aos pedidos de comentários ou esclareceram a quem a carta foi enviada.

O Itaquerê é um grupo diversificado do agronegócio que cultiva soja, milho e algodão em uma área total de 53.531 hectares, segundo a carta. O grupo também atua em armazéns gerais, concessão de rodovia e construção de pequenas centrais hidrelétricas.

A petição do Itaquerê está sob sigilo, mas uma decisão judicial relacionada à ela foi vista pela Reuters. Nessa decisão, um juiz da cidade de Primavera do Leste, onde o grupo está sediado, exigiu informações financeiras e operacionais adicionais para poder processar a recuperação judicial.

As empresas brasileiras normalmente têm 60 dias para apresentar um plano de reorganização, uma vez concedido o pedido de proteção contra credores por uma vara de falências. O Itaquerê espera ter o pedido de recuperação judicial concedido em poucos dias.

O Itaquerê emprega 735 pessoas em Mato Grosso e Rondônia e espera fazer um acordo com seus credores para manter empregos e operações, disse a carta, sem nomear os credores.

Tags:
Fonte: Reuters

Nenhum comentário