BNDES suspende pedidos de crédito do Moderfrota e Inovagro

Publicado em 15/04/2019 16:07
3194 exibições

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) suspendeu desde o último dia 11 os pedidos de financiamento do Moderfrota, linha de crédito para máquinas e equipamentos agrícolas. Uma circular informando os bancos repassadores foi publicada no site do banco e circulou em sites especializados no agronegócio. Também foram suspensos os pedido no Inovagro, programa de financiamento a investimentos em inovação no agronegócio.

A circular não cita os motivos pelos quais os pedidos estão suspensos. Informa apenas que "o BNDES mantém discussões junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento na avaliação de alternativas para remanejamento de recursos equalizáveis pelo Tesouro Nacional para os citados Programas, para o Ano Agrícola 2018/2019".

O presidente do BNDES, Joaquim Levy, já criticou os subsídios do crédito agrícola. "A ideia é de que o desmame tem de acontecer. O desmame tem de acontecer", disse Levy, em evento promovido pelo banco BTG Pactual, no fim de fevereiro, citando distorções causadas por subsídios agrícolas, como as pedaladas fiscais, que geraram um passivo bilionário que precisou ser devolvidos pelo BNDES ao Tesouro. "Tem R$ 20 bilhões de pedaladas, R$ 20 bilhões de crédito rural que não tinham sido pagos e que devolvemos", afirmou.

Leia a notícia na íntegra no site Estado de Minas com informações do Estadão Conteúdo.

Tags:
Fonte: Estado de Minas + Estadão

1 comentário

  • José Diogo Lacerda Partata Rio Verde - GO

    Andar atrás de receber o dinheiro que o Joesley levou ninguém vai. Vão quebrar o setor de venda de máquinas.

    4
    • ELCIO SAKAIVIANÓPOLIS - GO

      Não vai quebrar o setor de maquinas e implementos, não! apenas vai obrigá-las a se readaptarem a verdadeira situação do Brasil... A partir do momento que o governo petista abaixou os juros pra 2,5 % ao ano, iniciou uma valorização anual dos implementos e máquinas agrícolas um pouco acima de 10% ao ano. A cinco anos atrás, qualquer implemento ou maquinas agrícolas valiam 2/3 (dois terços) do que valem hoje. Moderfrota e Inovagro num financiamento em 10 anos, você paga o dobro do preço no final. Pode esperar que essa suspensão vai gerar muitos frutos pro setor agrícola, principalmente no ramo de consórcios, as taxas administrativas dos consórcios irão abaixar rapidamente em torno de 5 a 6%, podendo até ficar abaixo desses valores. E os consórcios irão abranger valores mais altos, pra tentar atingir todo o mercado. Tenho esperança que todo o setor de maquinas e implementos comecem a ter suas valorizações pareados com a inflação, se isso acontecer vai ser muito mais fácil programar uma nova compra.

      1
    • GERALDO JOSE DO AMARAL GENTILEIBAITI, PARANA, BRASIL - PR

      Qual dinheiro o Joesley levou? Todos os financiamentos do JBS são pagos rigorasamente em dia. Aliás, desde 2009 (salvo engano) o JBS não efetua novos financiamentos no BNDES. Ainda mais: As dívidas da JBS junto ao Banco são oriundas da compra de outras companhias (Bertin, Seara, Providência) que possuíam dívidas com o BNDES e a JBS, evidentemente, as assumiu. Não existe qualquer inadimplemento ou desvio de recursos pelo grupo.

      19
    • ELCIO SAKAIVIANÓPOLIS - GO

      Sem fazer criticas e elogios, mas me corrigem se estiver errado: Acho que a JBS é a única que teve êxito nas apostas das campeãs nacionais.

      2
    • GERALDO JOSE DO AMARAL GENTILEIBAITI, PARANA, BRASIL - PR

      Oi Elcio. Agregaria a Marfrig na lista. Abraços.

      1
    • GERALDO JOSE DO AMARAL GENTILEIBAITI, PARANA, BRASIL - PR

      Aos companheiros que me negativaram: eu citei fatos! A JBS pagou todos os seus financiamentos, nunca deu nenhum prejuízo a qualquer banco, como é, aliás, expressamente reconhecido pelo BNDES. Não faço análise ou valoração dos fatos, apenas os cito. Os fatos saõ fatos! Nem negativos nem positivos. Realidade apenas. Agora, se eu estiver enganado ou trazendo mentiras ao fórum, por favor me contestem e provem que eu estou errado.

      8
    • JOAO LUIZ RYZIKFLORESTA - PR

      Agora vamos ver as indústria aumentarem os preços das máquinas... já subiram o que quiseram... um subsolador a R$ 200 mil... uma bazuca 300 mil... uma plantadeira 17 linhas, 450 mil ... estão de brincadeira?

      1