Governo lançará plano safra 2019/20 no próximo dia 18

Publicado em 11/06/2019 21:16
1261 exibições

SÃO PAULO (Reuters) - O Plano Safra 2019/20 será lançado no Palácio do Planalto na próxima terça-feira, afirmou o Ministério da Agricultura à Reuters, após a Câmara aprovar o crédito suplementar de 248,9 bilhões de reais.

Inicialmente programado para 12 de junho, o anúncio do plano de financiamentos ao setor agrícola foi adiado por conta do atraso na votação do crédito suplementar, que permite ao governo contornar a chamada "regra de ouro".

Na véspera, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que o plano estava pronto, apenas aguardando a votação do crédito suplementar.[nL2N23H129]

Do valor total do crédito suplementar, 10 bilhões de reais representam recursos para equalização dos financiamentos do plano.

Indústria de soja do Brasil defende fortalecimento do cadastro ambiental rural, diz Reuters

SÃO PAULO (Reuters) - O Cadastro Ambiental Rural (CAR) deve ser obrigatório para produtores do Brasil, uma vez que é uma ferramenta importante para o rastreamento da origem dos produtos agrícolas, indicando se os cultivos foram feitos dentro da legislação ambiental, afirmou nesta terça-feira um representante da indústria da soja.

"O CAR é absolutamente necessário para rastrear... todos os mercados querem o rastreamento da cadeia. As pessoas querem saber se está expandindo em área aberta ou de floresta", disse o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), André Nassar.

"Queremos o fortalecimento do sistema. Qualquer que seja a mudança no CAR, tem que ser mantida a obrigatoriedade do CAR e tem de ter prazo para o cadastramento."

A posição vai na linha contrária de algumas iniciativas de parlamentares da bancada ruralista.

Na semana passada, o presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, deputado Alceu Moreira (MDB-RS), disse que o governo editaria uma nova medida provisória com mudanças relacionadas à adequação dos produtores ao CAR, estabelecendo que não haveria mais prazo para agricultores regularizarem o registro.

A indústria da soja, principal produto de exportação do Brasil, é especialmente preocupada com o tema, uma vez que europeus, que importam metade do farelo de soja exportado pelo Brasil, têm elevadas exigências ambientais.

"O que não pode acontecer é que se tome uma decisão que enfraqueça o CAR", afirmou Nassar, durante evento da entidade que apresentou uma nova marca da Abiove, com o objetivo de reforçar uma mudança de posicionamento da associação, com uma postura mais propositiva em políticas para o setor.

Na área ambiental, a Abiove afirma que busca tomar para si a responsabilidade de criar medidas que garantam a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva das oleaginosas, dando continuidade ao trabalho da Moratória da Soja na Amazônia, que desde 2006 impede a comercialização do grão originado em áreas que sofrem desmatamento.

Mais de 90% dos produtores do Brasil já realizaram o CAR, mas há algumas áreas na Bahia com baixo índice de adesão. No Estado nordestino está uma das novas fronteiras agrícolas do Brasil, conhecida como Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

Tags:
Fonte: Reuters

Nenhum comentário