Projeção da safra de grãos cai 23% no CE

Publicado em 07/05/2010 09:22 239 exibições
Chuvas irregulares predominantes no semiárido cearense foram responsáveis pelo desempenho negativo.
A projeção de safra agrícola 2010 no Ceará continua em declínio e a tendência é de queda mais acentuada. O resultado de abril aponta para uma estimativa de produção de 1.044.350 toneladas de grãos - uma redução de 23,81% frente à projeção inicial (1.370.675 t). Em relação a março (1.313.085t), o recuo é de 20,48%, mas comparada ao ano passado, (779.997 t) ainda é superior em 33,89%.

Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), realizado pelo Gcea (Grupo de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias do Ceará) da unidade estadual do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Ainda não foi possível precisar a efetiva perda em todos os 184 municípios cearenses, pois em apenas 92 (50%) foi possível dimensioná-las. De acordo com o relatório, após o dia 19 de março (data próxima à passagem do equinócio) foram registradas chuvas de modo irregular, predominante no semiárido cearense. No entanto, as precipitações ocorridas não estão sendo suficientes para garantir as previsões anteriores da safra agrícola, pois a maior parte dos agricultores que plantaram no mês de janeiro perderam seus plantios. "Com o retorno das chuvas no fim de março, as áreas plantadas estão inferiores que a prevista, pois há o receio de ocorrer um curto inverno. Além disso, quem replantou na área perdida, o fez em uma área menor", registra o documento.

Dos 46 produtos pesquisados, houve redução na estimativa de produção de 15 produtos, com resultados negativos para o algodão herbáceo de sequeiro, amendoim, arroz de sequeiro, fava, feijão-de-arranca de 1ª safra (Phaseollus), feijão-de-corda de 1a. safra (Vigna), fumo, milho (grão), sorgo granífero, melancia e mandioca.

Os produtos que variaram positivamente: girassol, melão, mamona e ata. No caso do milho, carro-chefe da safra agrícola, as alterações ocorreram em 28 regiões de plantio, entre elas, Tianguá, Poranga, Umirim, Itapipoca, Assaré; Litoral de Camocim e Acaraú; sertões de Crateús, Quixeramobim, Inhamuns, entre outros.

Frutas frescas

A estimativa de produção de frutas frescas fechou abril com um resultado de 965.155 toneladas - um decréscimo de 1,86% frente ao prognóstico de janeiro (983.479), mas ainda com incremento de 1,60% em relação à safra obtida em 2009 (949.967t).

Tags:
Fonte:
Diário do Nordeste

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário