Análises - Suínos, Frango, Milho, Boi, Soja e Ovo

Publicado em 28/05/2010 13:27 937 exibições

Suíno vivo
O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério do Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Francisco Jardim, viaja neste sábado (29) para o Japão, onde discutirá com os setores de defesa sanitária local a abertura de mercado para o Brasil (principalmente para a carne suína) e a questão de Santa Catarina, estado que tem status de área livre de aftosa sem vacinação.
De acordo com Jardim, o Ministério quer saber quando efetivamente ocorrerá a visita da missão japonesa ao Brasil. Ele observa que o Japão passa por um momento crítico, em função da ocorrência de focos de febre aftosa, e que em função disso talvez faça alguma sinalização.
"Essas discussões estão sendo travadas há mais de dois anos, os questionários solicitados já foram respondidos e o que nós queremos agora é saber quais são os próximos passos. Vamos pedir que eles venham o mais rápido possível ao Brasil. A Abipecs, por exemplo, espera essa visita daqui a 45, no máximo 60 dias", afirma.
Jardim evita quantificar possibilidades de negócios, mas diz que o Japão é mercado para US$ 4 bilhões. (Suino.com)<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 GO R$2,80 
 MG R$2,80 
 SP R$2,93 
 RS R$2,41 
 SC R$2,30 
 PR R$2,40 
 MS R$2,15 
 MT R$2,25 

Frango vivo
Levados em conta, de um lado, os dados da APINCO relatando, para o primeiro bimestre de 2010, produção total de 1,871 milhão de toneladas de carne de frango, e, de outro lado, as informações da SECEX/MDIC de que no mesmo período as exportações do produto ficaram próximos das 516 mil toneladas, conclui-se que permaneceram no mercado interno cerca de 1,355 milhão de toneladas de carne de frango, quase um quinto (+19,7%) a mais que o registrado no mesmo período de 2009.
Depois de aumentar perto de 25% em janeiro, a oferta interna de fevereiro teve um índice de expansão menor (+13,65%), graças a um melhor desempenho das exportações. No mês, a disponibilidade interna ficou em 587.882 toneladas. (Avisite)

 SP R$1,40 
 CE R$2,80 
 MG R$1,60 
 GO R$1,40 
 MS R$1,25 
 PR R$1,40 
 SC R$1,30 
 RS R$1,35 

Ovos
Com boas possibilidades de melhoras nas vendas a partir deste final de semana, os preços seguem estáveis e pressionados pelos compradores.
Com o início do mês se aproximando e com antecipações de cargas que ocorrerão devido ao feriado, o produtor, cedendo as pressões, perderá muito com isto. (Com Informações do Mercado do Ovo)
 
 Ovos brancos
 SP R$40,00 
 RJ R$40,00 
 MG R$40,00 
 Ovos vermelhos
 MG R$40,00 
 RJ R$40,00 
 SP R$40,00 

Boi gordo
A arroba do Boi Gordo no Estado de São Paulo, segundo informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) encerrou a quinta-feira cotada a R$ 81,61, com a variação em relação ao dia anterior de 0,5%.  A variação registrada no mês de Maio é de 0,84%. (Valor por arroba, descontado o Prazo de Pagamento pela taxa CDI/CETIP).
O valor da arroba em dólar fechou ontem cotado a US$ 44,69, com a variação em relação ao dia anterior de 2,15% e com a variação de -4,08% no acumulado do mês na moeda norte-americana.
Média ponderada de arroba do boi gordo no Estado de São Paulo - base de ponderação é a mesma usada para o Indicador Esalq/BM&F.
Valores a prazo são convertidos para à vista pela taxa NPR.
A referência para contratos futuros da BM&F é o Indicador Esalq/BM&F.

 Triangulo MG R$75,00 
 Goiânia GO R$76,50 
 Dourados MS R$76,50 
 C. Grande MS R$76,00 
 Três Lagoas MS R$76,50 
 Cuiabá MT R$76,50 
 Marabá PA R$72,00 
 Belo Horiz. MG R$74,00 

Soja
A saca de 60 kg de soja no estado do Paraná, segundo informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) encerrou a quinta-feira cotada a R$ 35,73. O mercado apresentou uma variação de -0,36% em relação ao dia anterior. O mês de Maio apresenta uma variação de 2,7%.
O valor da saca em dólar fechou ontem cotado a US$ 19,57, com a variação em relação ao dia anterior de 1,29%, e com a variação de -2,3% no acumulado do mês.

 Físico - saca 60Kg - livre ao produtor
 R. Grande do Sul (média estadual) R$39,00 
 Goiás - GO (média estadual) R$34,50 
 Mato Grosso (média estadual) R$33,00 
 Paraná (média estadual) R$35,73 
 São Paulo (média estadual) R$38,00 
 Santa Catarina (média estadual) R$35,50 
 M. Grosso do Sul (média estadual) R$34,00 
 Minas Gerais (média estadual) R$36,00 

Milho
A saca de 60 kg de milho no estado de São Paulo, segundo informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) encerrou a quinta-feira cotada a R$ 19,25 a saca. O mercado apresentou uma variação de 0,36% em relação ao dia anterior e de 6,72% no acumulado do mês de Maio.
O valor da saca em dólar fechou ontem em US$ 10,54, com uma variação de 2,01% em relação ao dia anterior, e com a variação de 1,52% no acumulado do mês.
O Indicador Esalq/BM&F à vista, que tem como base Campinas-SP, distingue-se da média regional de Campinas porque utiliza o CDI como taxa de desconto dos valores a prazo. No mercado físico (média regional Campinas), porém, a taxa mais usual é a NPR. Já os valores a prazo são iguais.
 

Físico - saca 60Kg - livre ao produtor
Goiás (média estadual) R$15,00 
Minas Gerais (média estadual) R$15,50 
Mato Grosso (média estadual) R$11,00 
M. Grosso Sul (média estadual) R$15,00 
Paraná (média estadual) R$17,00 
São Paulo (média estadual) R$19,25 
Rio G. do Sul (média estadual) R$10,64 
Santa Catarina (média estadual) R$10,21 

 

Tags:
Fonte:
Suinocultura Industrial

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário