Caetano Veloso chama de 'golpista' declaração de Lula contra DEM

Publicado em 20/09/2010 16:04
476 exibições



O cantor e compositor Caetano Veloso classificou como "golpista" a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que é preciso "extirpar" o DEM da política brasileira, feita durante um comício em Joinville (SC), na semana passada.

"Como é que o presidente da República fala que tem que extirpar um partido? Não pode. O povo brasileiro não pode ouvir isso e não reclamar. E se a imprensa reclamar, vem um idiota dizer que a imprensa é golpista. Golpista é dizer que precisa destruir um partido político que existe legalmente."

As críticas foram feitas à rádio baiana Santo Amaro FM, na última quinta-feira (16), quando esteve no município de Santo Amaro (BA) para a festa de aniversário de 103 anos da mãe dele, Dona Canô.

Para Caetano, o grupo político do presidente "deve sim" explicações sobre a quebra do sigilo fiscal de pessoas ligadas ao PSDB.

Durante a entrevista, Caetano chamou o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, de "idiota" e "burro" por ter tentando associar sua campanha à imagem presidente no programa eleitoral.

"Serra é um idiota que apareceu com Lula, querendo dizer que está do lado, que é igual a Lula. É burro", disse. Para Caetano, que apoia a candidata do PV à Presidência, Marina Silva, a oposição deveria ter sido mais articulada.

Questionado sobre o atual momento político brasileira, ele criticou um "populismo um pouco perigoso" no qual "a população fica hipnotizada" e "as pessoas não estão pensando com liberdade e clareza" ao aprovarem "acriticamente" o presidente.

Caetano comparou o momento político com a América Latina nos anos 1940 e 1950, quando o ex-presidente Getúlio Vargas (1930-45 e 1951-54) estava no poder.

"Eu acho uma pobreza, é um atraso, o Brasil não deveria estar mais nessa. [...] Em Salvador eu não vejo o nome dos partidos nas ruas, eu vejo que todo mundo quer aparecer ao lado de Lula. Isso é chato, é pobre".

Apesar das críticas, Caetano disse que admira Lula, "figura histórica importante no Brasil", mas diz não aceitar "ouvir tudo isso que tenho ouvido" dele.

Tags:
Fonte: FSP

Nenhum comentário