China: ajuste econômico pressiona commodities agrícolas nesta sexta-feira

Publicado em 29/11/2010 06:59 146 exibições
Assim como ocorreu com o algodão, os movimentos da China para conter a inflação dos produtos agrícolas foram decisivos na queda da soja na sexta-feira na bolsa de Chicago. Os contratos com vencimento em março do ano que vem encerraram o pregão valendo US$ 12,47 o bushel, desvalorização de 15,75 centavos de dólar. Além de se comprometer a subir taxa de juros e controlar preços de produtos agrícolas, a China anunciou que vai vender 300 mil toneladas de soja de seus estoques em 3 dezembro, segundo informou a Bloomberg. Desde o fim de outubro, a China já liberou 25,5 milhões de toneladas entre grãos e óleos comestíveis. No mercado interno, a saca de 60 quilos do grão fechou o dia de sexta-feira estável a R$ 43,5 em Sorriso (MT), segundo o Imea/Famato.
Tags:
Fonte:
Valor Econômico

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário