Japão: operador anuncia problemas em novo reator de usina nuclear

Publicado em 12/03/2011 20:53 e atualizado em 13/03/2011 10:01 431 exibições

Vvista aérea mostra como o terremoto danificou a usina nuclear de Fukushima, na cidade de Futaba
Foto: AFP 

O operador de uma usina nuclear atingida pelo terremoto que sacudiu o Japão anunciou neste domingo que o sistema de resfriamento de um outro reator não está funcionando e corre o risco de explosão.

"Todas as funções de manutenção dos níveis de refrigeração do reator de número 3 falharam na usina número 1 de Fukushima", afirmou um porta-voz da empresa operadora, Tokyo Electric Power.

"Por volta das 5h30 (de domingo, 17h30 de sábado, hora de Brasília), a injeção de água parou e na parte interna a pressão está subindo levemente", afirmou, acrescentando que a operadora emitiu um relatório de emergência para o governo sobre as condições da usina.

No sábado, o reator de número 1 da mesma usina já tinha sofrido uma série de problemas, de falta de refrigeração e aumento da pressão, que forçaram as autoridades a abrir as válvulas para liberar o excesso de vapor, o que poderia causar uma explosão. Estes problemas ocorreram depois do violento terremoto de magnitude 8,9 que devastou na sexta-feira a região nordeste do Japão, deixando mais de 1,8 mil mortos e desaparecidos.

Uma explosão ocorreu nas instalações da usina, forçando as autoridades japonesas a tomarem medidas excepcionais para limitar as consequências de vazamentos radioativos. O edifício onde está o reator de número um da usina desmoronou.

As autoridades ordenaram previamente aos moradores que evacuassem uma área de 10 km de raio em torno da usina, que tem seis reatores. Pouco menos de quatro horas depois do acidente, a zona de evacuação foi aumentada para 20 km.

Tags:
Fonte:
Terra.com.br

0 comentário