Ana Amélia, senadora do PP, assina pedido por CPMI de Palocci

Publicado em 06/06/2011 19:21 274 exibições
Ana Amélia havia anunciado que esperaria pronunciamento do procurador-geral da República, mas antecipou decisão após entrevista do ministro.

A senadora Ana Amélia (PP-RS) assinou, nesta segunda-feira, o requerimento de criação de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar o crescimento patrimonial do ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. Ana Amélia, que faz parte de um partido da base mas é considerada independente, integrava o grupo de parlamentares que havia decidido esperar um pronunciamento do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, antes de se decidir. Mas mudou de opinião devido à demora de Gurgel em se posicionar. 

Além disso, a senadora apontou a recusa de Palocci em dar detalhes sobre os negócios em que se envolveu quando era deputado federal. "Também chamou a atenção o cuidado que o ministro teve na entrevista ao Jornal Nacional de revelar que não havia falado com a presidente a respeito das suas operações com essa empresa. Essas dúvidas é que fazem com que eu decida hoje assinar a CPMI", justificou a senadora. 

Agora, a oposição já tem 20 das 27 assinaturas necessárias no Senado. Há ainda o apoio de Itamar Franco (PPS-MG), que só não endossou o pedido até agora porque está em tratamento de saúde.O fiel da balança serão parlamentares que pertencem a partidos aliados mas ameaçam apoiar a CPMI, como Pedro Taques (PDT-MT) e Luiz Silveira (PMDB-SC).

Na Câmara, a situação é mais complicada: a bancada da oposição tem apenas 111 parlamentares. Vai precisar colher 171 assinaturas para obter a criação da CPMI.

Tags:
Fonte:
Veja.com.br

0 comentário