Frio prejudica lavouras de hortaliças no oeste de São Paulo

Publicado em 05/08/2011 07:34 157 exibições
Antes mesmo do sol nascer, o produtor Sérgio Guilherme já está no campo trabalhando. Cedinho, ele acende uma fogueira, não para se aquecer, mas por causa do motor do sistema de irrigação.
Algumas voltas na manivela e tudo funcionando, uma tentativa de evitar que cerca de 30 mil pés de alface sejam queimados pelo frio.

A temperatura bateu 4ºC e fez a água congelar. A plantação fica em uma área de baixa altitude, em Álvares Machado, oeste de São Paulo.

O inverno é o mais rigoroso dos últimos 11 anos na região. Já é a segunda geada este ano, fenômeno da natureza que tem pego de surpresa o produtor que não fica atento às condições do clima. Desta vez, mesmo com as providências tomadas, os prejuízos serão inevitáveis.

Sérgio estima que entre 30 e 40% da produção está comprometida. Em outros anos, quando não molhava as hortaliças, as perdas eram ainda maiores.

A geada prejudica o desenvolvimento das plantas, por isso, há queda na qualidade dos produtos cultivados. “Podemos comparar como uma paralisação da circulação de sangue em uma pessoa, a planta é igual, só que acontece o congelamento da seiva”, explica o agrônomo Lauro Eiji Tiba.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário