Descoberto no Pará maior aquifero do mundo

Publicado em 08/09/2011 09:12 899 exibições
Pesquisadores da Universidade Federal do Pará (UFPA), segundo informou Último Segundo, descobriram o que seria o maior aqüífero do mundo. A imensa reserva subterrânea sob os Estados do Pará, Amazonas e Amapá tem o nome provisório de Aqüífero Alter do Chão ‒ em referência à cidade de mesmo nome, centro turístico perto de Santarém.

“Temos estudos pontuais e vários dados coletados ao longo de mais de 30 anos que nos permitem dizer que se trata da maior reserva de água doce subterrânea do planeta. É maior em espessura que o Aqüífero Guarani, considerado pela comunidade científica o maior do mundo”, assegura Milton Matta, geólogo da UFPA.

A capacidade do aqüífero não foi ainda inteiramente estabelecida. Os dados preliminares indicam que ele possui uma área de 437,5 mil quilômetros quadrados e espessura média de 545 metros. “É menor em extensão, mas maior em espessura do que o Guarani.”

Observamos nós que o maior lago do mundo é o Lago Superior na fronteira dos EUA e Canadá. Ele tem uma superfície de 82 mil quilômetros quadrados e uma profundidade média de 149 metros.

O novo aqüífero, portanto, é cinco vezes em superfície o maior lago de água doce do mundo tendo 3,65 vezes sua profundidade média.

O Mar Cáspio, considerado lago, porém de água salgada, com seus 371 mil quilômetros quadrados também fica atrás. Como também uma porção de outros mares de água salgada famosos e cheios de história.

Estima-se que o aqüífero Guarani contenha 45.000 quilômetros cúbicos de água. Ou 45 quatrilhões de litros (4512 litros). Porém o Aqüífero Alter do Chão, contém mais água ainda.

Matta, prossegue a informação, cita a porosidade da rocha em que a água está depositada como um dos indícios do potencial do reservatório.

“A rocha é muito porosa, o que indica grande capacidade de reserva de água. Além do mais, a permeabilidade ‒ a conexão entre os poros da rocha ‒ também é grande.”

Segundo ele, apesar de as dimensões da reserva não terem sido mapeadas, sai do aqüífero a água que abastece 100% de Santarém e quase toda Manaus. “A vazão dos poços perfurados na região do aqüífero é outro indício de que sua reserva é muito grande”, afirma Matta.

Para o geólogo Ricardo Hirata, do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo, a comparação com o Guarani é interessante como referência, mas complicada.

“O Guarani é um aqüífero extremamente importante para o Brasil e para a América Latina, mas não é o maior do mundo. Há pelo menos um aqüífero, na Austrália, que é maior que o Guarani”, contesta.

Se havia dúvidas sobre onde está o maior aqüífero do mundo, o novo achado as resolve verdadeiramente  a disputa e pelo lado mais concreto.

Quererão os radicais do ecologismo pelo menos manifestar um pouco de agrado nesta ocasião?

Tags:
Fonte:
Último Segundo

0 comentário