Grãos: MT encerra safra em 2º com 30 milhões de toneladas produzidas

Publicado em 12/09/2011 09:19 312 exibições
Produção total de grãos em Mato Grosso se consolida com 30,949 milhões de toneladas na safra 2010/2011, um incremento de 7,3% sobre volume obtido no último ciclo produtivo, quando totalizou 28,855 milhões (t), conforme o 12º e último levantamento anual de safra divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta sexta-feira (09). Com esse saldo, o Estado mantém a vice-liderança na produção agrícola nacional, com participação de 19% no total de alimentos produzidos no país, mesmo sendo recordista na produção de soja, algodão, milho safrinha (2ª safra) e girassol.

O Paraná lidera a produção de grãos brasileira com volume de 32,444 milhões de toneladas. Em Mato Grosso, o cultivo da soja ocupou 6,398 milhões de hectares, propiciando colheita de 20,412 milhões de toneladas. Na comparação com a safra anterior, a produção aumentou 8,8% e a área em 2,8%. Contabilizada a produção de algodão em caroço, a colheita estadual foi 71,2% maior que na safra 2009/2010, alcançando 2,561 milhões de toneladas e respondendo por 49,41% da produção nacional. Área da cotonicultura dobrou, avançando 69% no Estado, ocupando 723,5 mil hectares.

Com cultivo do milho 2ª safra, Mato Grosso fechou este ciclo produtivo com 7,253 milhões de toneladas colhidas, 5,9% a menos que na temporada anterior. Desempenho é decorrente da redução de área plantada em 3,6% e da produtividade em 2,4%. Para cada hectare de um total de 1,836 milhão plantado em Mato Grosso, foram obtidos uma média de 3,950 mil quilos de milho. Produção de arroz, feijão e girassol também aumentaram. Dentre os 3, o maior incremento foi notado na colheita do feijão, chegando a 94,2% em relação à safra 2009/2010, com um volume de 234,8 mil toneladas. Área plantada dobrou, ocupando 208,2 mil hectares, contra 103,8 mil/ha na safra anterior.

Com a rizicultura, houve ganho de produtividade e expansão de área (3,7%). Nos 256 mil hectares cultivados foram colhidas 795,9 mil toneladas de arroz, 7,2% que na safra 2009/2010. O girassol rendeu 49 mil toneladas na safra 2010/2011, 17,5% a mais que na safra passada, maior volume dentre todos os estados produtores. Área plantada reduziu (1,8%), ocupando 39,9 mil hectares, mas a produtividade melhorou 19,5%, garantindo 1,228 mil quilos por hectare.

As perspectivas para os próximos anos, indica o economista e consultor em agronegócio, Amado de Oliveira Filho, é de avanço na produção de grãos estadual, com ganho de produtividade, mas sem abertura de novas áreas. “Meu receio é que continuem sendo transferidas aéreas para investidores estrangeiros”. Com as projeções de escassez de alimentos para os próximos anos, a expectativa do analista é que os investimentos na produção agrícola sejam ampliados. “Somado a isso, existe a questão de falta de água, mas acho que Mato Grosso tem condições de oferecer respostas positivas, produzindo não só comida in natura, mas processada, gerando emprego e renda”.

Brasil - A safra de grãos brasileira encerrou o ciclo 2010/2011 com 162,955 milhões de toneladas, alta de 9% sobre as 149,254 milhões (t) do ano anterior. Nesta safra foram plantados 49,919 milhões de hectares.

Tags:
Fonte:
Só Notícias

0 comentário