Algodão: Comprador segue pressionando valores

Publicado em 14/03/2012 10:17 549 exibições
No mercado brasileiro de algodão, compradores têm estado mais resistentes em negociar, de acordo com informações do Cepea. De maneira geral, esses agentes procuraram a pluma de tipo fino – 31-4 para melhor – e, quando há necessidade imediata, até ofertam preços superiores aos vistos nas últimas semanas. Entretanto, boa parte dos compradores ainda segue pressionando as cotações. Cotonicultores consultados pelo Cepea, por sua vez, permanecem firmes nos valores pedidos. Boa parte está capitalizada e, com o preço da soja atingindo o maior patamar desde setembro/11 – devido à estiagem durante o desenvolvimento das lavouras, que deve resultar em quebra na safra –, produtores que estão colhendo a oleaginosa preferem negociá-la e segurar o que ainda possuem de algodão, na expectativa de alta nas cotações da pluma. Esses agentes têm sido flexíveis somente quando os lotes envolvem a pluma considerada abaixo da média. Quanto aos preços, entre 6 e 13 de março, o Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento em 8 dias recuou 3,85%, fechando a terça-feira a R$ 1,5745/lp.
Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário