Ferramenta ajudará produtores de algodão controlar lagartas

Publicado em 17/01/2013 17:15
391 exibições
Trata-se do Sistema de Alerta de Pragas Emergentes (SAP-e), que começou a ser implantado esta semana em fazendas das regiões Centro Leste (Primavera do Leste e Santo Antônio do Leste), Centro (Campo Verde e Jaciara) e Sul (Rondonópolis, Itiquira e Pedra Preta) do Estado. O projeto está sendo conduzido pelo pesquisador Miguel Soria, entomologista do Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt), cuja unidade de pesquisa está instalada em Primavera do Leste (a cerca de 200 km de Cuiabá). Na última semana, Soria e sua equipe começaram a instalar as primeiras armadilhas que ficarão nas lavouras por um período de aproximadamente 90 dias (o plantio da safra 2012/13 foi iniciado em dezembro), passando por quase todo o período de maior suscetibilidade da cultura às pragas (emissão de botões, florescimento e formação de maçãs).

Veja a notícia na íntegra no site do Cenário MT
Tags:
Fonte: Cenário MT

Nenhum comentário