Algodão MT: Indústrias realizam negócios pontuais e aguardam o início da colheita

Publicado em 13/05/2014 09:59 535 exibições

A baixa liquidez apresentada no mercado é decorrente da retração em que a fatia demandadora se encontra. Por possuir quantidade de pluma em seus estoques suficiente para atender a demanda atual, as indústrias realizam apenas negócios pontuais, conhecidos como “de mão para boca”, e ficam no aguardo do início da colheita, pois por reflexo da sazonalidade, os preços podem sofrer mais quedas antes de se reajustarem positivamente. Com isso, os produtores e comerciantes já estão mais flexíveis, a fim de liquidar seus estoques antes do início da próxima safra. Em abril a queda nos preços foi de pouco mais de 6%, com fechamento a R$ 64,76/@ em média. Entretanto, a demanda por contratos futuros se apresenta mais aquecida. No último mês, a comercialização avançou 4,8 p.p., e atingiu 55,2% da produção prevista de 902,5 mil toneladas, comprometendo 498,5 mil toneladas. Na mesma época da safra 2012/13, 415 mil toneladas já haviam sido negociadas, número 20% menor se comparado à safra 2013/14. No entanto, a produção da safra 2012/13 foi de apenas 687 mil toneladas, 24% menor em relação a previsão da safra 2013/14, por isso, a safra 2013/14 está 6 p.p. atrasada em relação à safra 2012/13, que já tinha 60% da safra comercializada. Enquanto os preços futuros internacionais nos últimos meses vêm aumentando o otimismo dos produtores, pois apresentam quadro de elevação a alguns meses. 

Leia o boletim na íntegra no site do Imea

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário