Algodão: Maior oferta e queda externa pressionam valores no BR

Publicado em 23/07/2014 09:42 590 exibições

A maior disponibilidade de algodão e a perspectiva de crescimento de quase 30% da produção nacional seguem pressionando as cotações da pluma no Brasil. Além disso, segundo pesquisadores do Cepea, as consecutivas fortes quedas externas também têm influenciado as baixas internas. O Indicador CEPEA/ESALQ com pagamento 8 dias fechou a R$ 1,7943/lp nessa terça-feira, 22, recuo de 2,6% frente à terça anterior. No mês (até o dia 22), a queda já é de 6%. Pesquisadores do Cepea indicam que, enquanto vendedores ainda estão atentos à colheita e ao beneficiamento e dando preferência ao cumprimento de contratos antecipados, tradings têm disponibilizado lotes da safra passada no mercado doméstico, tanto para entregas imediatas quanto futuras, aceitando preços menores a cada dia. Do lado comprador, indústrias buscam preços ainda inferiores aos pedidos por vendedores e a disparidade entre as ofertas de compra e venda tem dificultado a concretização de negócios.

Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário