Algodão vai perder área para o milho na safra 2016/2017 na Bahia, diz Aiba

Publicado em 20/09/2016 07:30
182 exibições

Os produtores baianos estão planejando o plantio da safra 2016/2017, previsto para iniciar no fim do mês de outubro. A estimativa da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) é de que o algodão perca espaço para o milho na nova temporada. O vazio sanitário da soja na Bahia só termina no dia 15 de setembro.

Influenciada pela valorização do grão no mercado brasileiro, a área cultivada com algodão na Bahia deve cair de 240 mil hectares para 200 mil hectares, enquanto a do milho deve aumentar de 136 mil para 176 mil hectares. Já a área destinada ao cultivo de soja deve continuar no mesmo patamar, com cerca de 1,5 milhão de hectares. Com o início da safra 2016/2017, a grande expectativa dos agricultores baianos é se recuperar das perdas registradas na última temporada. “Nós achamos que nesta safra a produtividade vai aumentar em função da chuva e vai voltar aos níveis do passado”, diz Júlio Cézar Busato, presidente da Aiba.

A safra 2015/2016 foi bastante desafiadora para os produtores baianos por conta do longo período de estiagem que ocorreu no estado. Segundo a Aiba, as perdas chegaram a 35% na produção de soja, 40% para o milho e 30% de perdas no cultivo de algodão. Mas, com o fim do fenômeno climático El Niño e a expectativa de retorno da chuvas, as previsões para a nova safra são boas. As condições climáticas dentro na normalidade vão possibilitar que os pivôs voltem a irrigar as lavouras baianas. Na safra passada, 60% dos equipamentos de irrigação ficaram parados. “A região tem uma tecnologia de ponta e quando temos condição climática favorável a produtividade é excelente”, diz Busato.

Leia a notícia na íntegra no site SF Agro.

Fonte: SF Agro

Nenhum comentário