Mato Grosso deve se destacar como produtor de biodiesel, avalia diretor da Ubrabio

Publicado em 21/09/2016 09:10
119 exibições

“Biodiesel é o melhor combustível do Brasil. É o pré-sal verde e Mato Grosso se destaca como grande produtor deste combustível limpo, renovável e barato que vai ajudar o país a cumprir o Acordo de Paris”. A declaração é do diretor-superintendente da União Brasileira do Biodiesel (Ubrabio), Donizete Tokarski, feita durante o 1º Congresso de Bioenergia de Mato Grosso e o 3º Congresso do Setor Sucroenergético do Brasil Central, que foi realizado na última semana em Cuiabá.

Também nesta semana, o governo brasileiro ratificou o documento previamente aprovado no ano passado por 197 países que participaram da Conferência do Clima de Paris (COP 21). O compromisso dos países signatários é manter o aumento da temperatura média global em menos de 2ºC acima dos níveis pré-industriais e fazer um esforço para limitar essa elevação da temperatura a 1,5ºC. Com a ratificação, o Brasil assumiu como objetivo cortar as emissões de gases de efeito estufa em 37% até 2025, com o indicativo de redução de 43% até 2030 ambos em comparação aos níveis de 2005.

Segundo Torkaski, Mato Grosso contribuirá com essa redução dos gases de efeito estufa com o aumento da produção e maior utilização do biodiesel, pois o combustível é menos poluente se comprado ao diesel. “Mato Grosso é um grande produtor, tem um grande mercado consumidor, basta um novo olhar da sociedade e do poder público para perceber as vantagens em se utilizar o biocombustível em maior escala”. Segundo dados da Ubrabio, em 2030, a utilização de B30 contribuirá para a redução de 80% das emissões de gases do efeito estufa somente no setor de transporte.

Leia a notícia na íntegra no site Agronotícias MT.

Fonte: Agronotícias MT

Nenhum comentário