Maior produtora de biocombustíveis dos EUA promete neutralidade de carbono até 2050

Publicado em 16/09/2021 11:12 e atualizado em 16/09/2021 14:31 165 exibições

Logotipo Reuters

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK, 15 de setembro (Reuters) - A POET, maior produtora de biocombustíveis dos Estados Unidos, disse na quarta-feira (15) que está comprometida em atingir emissões líquidas de carbono zero em suas instalações de bioprocessamento até 2050, tornando-se a última empresa a prometer reduzir sua pegada de carbono para combater as mudanças climáticas.

A empresa com sede em Sioux Falls, Dakota do Sul, também disse que garantiria que seu etanol reduzisse as emissões de gases de efeito estufa em pelo menos 70% em comparação com a gasolina até 2030, ante cerca de 46% hoje. Refinarias e produtores de biocombustíveis lutam para produzir combustível nos Estados Unidos, maior consumidor mundial de petróleo, que seja menos prejudicial ao meio ambiente.

O efeito do etanol nas emissões de dióxido de carbono depende de como o combustível é feito e se seu efeito no uso da terra é considerado, de acordo com a Administração de Informações de Energia dos EUA. O Departamento de Agricultura disse em julho que as emissões de gases de efeito estufa do etanol de milho são cerca de 39% mais baixas do que a gasolina em uma base de energia equivalente.

A POET tem várias maneiras de atingir seus objetivos, incluindo o sequestro de carbono e o uso de biomassa e apreensão de metano para ajudar nas operações da usina, disse Jeff Broin, presidente-executivo.

"Os carros que estão sendo produzidos e vendidos hoje ficarão na estrada por quase 20 anos", disse Broin. "Teremos um volume significativo de gasolina para nossos veículos nas próximas décadas e, além disso, teremos combustível para caminhões, aeronaves, navios, os quais todos precisam ser de baixo carbono no futuro."

Os governos precisam oferecer mais incentivos para ajudar as empresas a atingir as metas climáticas, disse Broin, como formas de incentivar o setor a usar resíduos agrícolas para geração de energia.

A POET opera 33 instalações em oito estados norte-americanos. Em plena velocidade, ela produz 3 bilhões de galões de etanol, 14 bilhões de libras de grãos secos de destilaria e 975 milhões de libras de óleo de milho anualmente.

(Reportagem de Stephanie Kelly; Edição de Aurora Ellis)

Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário