NINGUÉM FISCALIZA FINANCIAMENTO DO BNDES NO EXTERIOR, por Cláudio Humberto

Publicado em 28/01/2014 15:29 e atualizado em 20/03/2014 15:03 1088 exibições
no blog Diário do Poder, de autoria do jornalista Cláudio Humberto

claudio-humberto-coluna-interno.png

28 DE JANEIRO DE 2014

NINGUÉM FISCALIZA FINANCIAMENTO DO BNDES NO EXTERIOR

Obras bancadas pelo BNDES no exterior não são fiscalizadas pelo Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal ou qualquer órgão de controle. É o caso do financiamento de US$ 684 milhões do Porto Muriel, em Cuba. A condição do BNDES sempre é a mesma, em países latino-americanos ou africanos: entregar a obra a empreiteira brasileira, cuja escolha não tem licitação, nem auditorias. Dilma ontem anunciou mais US$ 360 milhões para bancar o aeroporto de Havana.

 

ÚLTIMO A SABER

“Não há nem projeto”, diz o BNDES, surpreso com os US$ 360 milhões para Cuba. Mas já há empreiteira, que soprou o valor no ouvido certo.

 

BYE, BYE, BRASIL

Só em 2012, US$ 2,17 bilhões do BNDES foram pagos a empreiteiras brasileiras no exterior. Em 2013, até setembro, foram US$ 1,37 bilhão.

 

SECRETOS E SUSPEITOS

Os contratos do BNDES no exterior são “secretos”: o teor dos contratos do porto de Mariel, por exemplo, somente será conhecido em 2027.

 

GÊNIOS DO MAL

A fórmula “engenhosa”, de tirar montanhas de dinheiro do Tesouro sem licitação, sem controle e sem fiscalização, foi criada no governo Lula.

 

AÉCIO JÁ APOSTA EM ALIANÇA COM PMDB DE CABRAL

Aspirante à Presidência, o senador Aécio Neves (PSDB) vê no rompimento entre PT e PMDB no Rio o primeiro passo para faturar o palanque de Luiz Pezão, candidato do governador Sérgio Cabral à sua sucessão. Aécio aproveitou seu encontro ontem com o presidente do Solidariedade, Paulo Pereira (SP), seu mais novo fiel escudeiro, para articular a negociação. O Solidariedade já fechou apoio a Pezão.

 

NÃO É AUTOMÁTICO

Sérgio Cabral ofereceu a secretaria de Assistência Social ao Solidariedade, mas não deu qualquer garantia de apoio a Aécio Neves.

 

É DA NATUREZA DELE

Eventual apoio de Sergio Cabral a Aécio é visto sem estranhamento pela cúpula do PMDB, que sempre o considerou um “tucano enrustido”.

 

VAI TER REAÇÃO

O troco do PMDB ao PT no Rio poderá se repetir no Ceará, onde o senador Eunicio Oliveira cogita aliança com o tucano Tasso Jereissati.

 

TAPA NO VISUAL

A aparência de Dilma na “escala técnica” de Lisboa chocou a imprensa local. Fotos do jornal Expresso (reproduzidas no diariodopoder.com.br), à saída do luxuoso restaurante “Eleven”, mostraram a presidenta com olho roxo e abatida, sugerindo no mínimo recentíssima cirurgia plástica.

 

MANTRA PALACIANO

Sem explicações sobre a viagem de Dilma, a assessoria da Palácio do Planalto tinha apenas uma irritada resposta para qualquer pergunta, da provável plástica à farra com dinheiro público: “parada técnica”.

 

CHAMEM A POLÍCIA

A empresária Ana Cristina Aquino contou à revista IstoÉ que subornou o ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi. Certa vez entregou a ele R$ 200 mil em uma bolsa Louis Vuitton, em troca de licença para criar um sindicato. O ministro Manoel Dias também é do esquema, diz ela.

 

QUE VEXAME…

Louco para ser líder do PDT, Vieira da Cunha (RS) bajula Carlos Lupi, dono do seu partido e da vontade da maioria da bancada: chamou de “vazias e fantasiosas” as denúncias de suborno ao ex-ministro.

Tags:
Fonte:
Blog Diário do Poder

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários