Acusados de pagar bilhões em propina, empreiteiros e executivos detidos na Lava-Jato fazem economia de cotonetes na prisão

Publicado em 22/11/2014 06:52 466 exibições
por Lauro Jardim, de veja.com

Acusados de pagar bilhões em propina, empreiteiros e executivos detidos na Lava-Jato fazem economia de cotonetes na prisão

Ricardo Pessoa: sem fotos

Ricardo Pessoa, dono da UTC, segue preso em Curitiba

Durante anos e anos, os empreiteiros presos na Lava-Jato tinham prioridades indiscutíveis em suas vidas. Por exemplo, negociar aditivos bilionários nas obras públicas, especialmente na Petrobras.

Na cadeia, suas prioridades mudaram radicalmente. Por exemplo, têm que economizar cotonete. Na prisão de Curitiba, cada um dos 29 executivos e empresários presos recebe uma cota de dois cotonetes para cada cinco dias de cadeia.

Por Lauro Jardim

Derrubado pela Lava-Jato, Sérgio Machado tenta ficar com laptop e celulares da Transpetro, mas é obrigado a devolver

Machado: demonstração de (falta de) prestígio

Machado: demonstração de (falta de) prestígio

Sérgio Machado comandou com mão de ferro por onze anos a Transpetro, da qual foi obrigado a pedir licença de 31 dias tragado que foi pela Operação Lava-Jato. Ao sair, teve provas do quanto era querido ali.

Já no dia seguinte à licença, a diretoria de recursos humanos ordenou que o laptop e os dois celulares que usava fossem devolvidos imediatamente. Machado questionou a decisão. Mas foi obrigado a fazê-lo.

Por Lauro Jardim

O barquinho vai

octavio

Negócio fechado com Fernando Baiano

Fernando Baiano é um feliz proprietário de uma super lancha de 54 pés, com a qual ele singra o mar azul de Angra dos Reis. Baiano a comprou de Otavio Azevedo, presidente do conselho de administração da Andrade Gutierrez.

(Atualização às 20h49: A Andrade Gutierrez entrou em contato e informou que a transação comercial foi “registrada nos órgãos competentes e os valores devidamente declarados à Receita Federal”.)

Por Lauro Jardim

Mais um da Andrade

andrade gutierrez

Representante no “clube”

Além da citação ao nome de Otavio Azevedo (Leia mais aqui), a Andrade Gutierrez tem mais um executivo citado na operação Lava-Jato. No depoimento de Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, da Toyo Setal, Elton Negrão é citado como o contato da empresa que participava do tal “clube” do cartel. Disse Augusto:

- … (o clube) era formado pelas mesmas empresas, isto é Odebrecht, representada por Marcio Faria (…), a Andrade Gutierrez, representada por Elton Negrão…

A Andrade, no entanto, não teve que enfrentar na semana passada prisões de executivos ou pedidos de busca e apreensão. Já a Odebrecht teve o escritório como alvo na Zona Sul do Rio de Janeiro e um executivo chegou a ter a prisão pedida pelo Ministério Público – porém, negada pelo juiz Sergio Moro.

Por Lauro Jardim

Sem consulta

Para aliviar a dor

O novo ministro do Desenvolvimento

Dilma Rousseff convidou Armando Monteiro Neto para assumir o Ministério do Desenvolvimento. Beleza. Duas observações sobre a nomeação:

1) O PTB, partido de Armando Monteiro, não foi consultado por Dilma para a escolha. O partido não vai reclamar, porém. Como não tem ministério, o que vier é lucro.

2) Josué Gomes da Silva tomou um banho das urnas para nada? Era uma espécie de pule de dez para o ministério, mas apesar de serem 39 pastas, deve ficar fora da Esplanada.

Por Lauro Jardim

 

Confira o resultado de uma pesquisa que mostra o tamanho do pessimismo do empresariado brasileiro com a economia em 2015

levy

Levy: o escolhido para a Fazenda

Joaquim Levy e a nova equipe econômica terão, ninguém duvida, muito trabalho pela frente para mudar o humor dos empresários.

Um exemplo: de acordo com uma pesquisa feita pela seguradora Zurich e pela GfK com 3 800 pequenas e médias empresas de dezenove países, os brasileiros são os mais pessimistas em relação ao crescimento dos negócios em 2015.

Do total de 200 altos executivos brasileiros entrevistados, 27% “não esperam nenhuma oportunidade para suas empresas”. A média mundial é 18%.

Por Lauro Jardim

Frases feitas

Quem tem medo de Fernando Baiano?

Quem tem medo de Fernando Baiano?

Alguns deputados da bancada do PMDB na Câmara têm na ponta da língua duas frases para responder a perguntas sobre eventuais ligações com o lobista Fernando Baiano.

Primeiro, dizem que não conhecem nem sabem de algum deputado que conheça.

Em seguida, sugerem que, se existem laços entre Baiano e o partido, devem ser com o PMDB do Senado.

Por Lauro Jardim

Saudades de Miami

Coral Gables: o recanto do Baiano

Coral Gables: o recanto do Baiano

Além de seu apartamento na Barra da Tijuca e de uma casa de praia em Trancoso (BA), Fernando Baiano está deixando de frequentar, nestes dias em que passa uma temporada em Curitiba, sua mansão em Miami, mais precisamente em Coral Gables.

Por Lauro Jardim

Sem tela de proteção

Desprotegida

Desprotegida

A quem se impressiona com as cifras desviadas da Petrobras, um delegado da cúpula da PF explica que não foi só o gigantesco volume de recursos, típico de uma empresa desse porte, que atiçou a cobiça de corruptos e corruptores nos últimos anos.

Segundo a Constituição, crimes cometidos em sociedades de economia mista como a Petrobras devem ser investigados pela Polícia Civil e não pela Polícia Federal.

Por isso, diante da falta de recursos e da pouca experiência para investigar corrupção das polícias civis, a Petrobras era, na prática, um dos poucos galinheiros ainda sem tela de proteção.

Em um despacho de 10 de novembro, o juiz Sérgio Moro lembra que só se chegou por acaso às raposas agora presas. O objeto da investigação eram os crimes – federais – de evasão de divisas e lavagem de dinheiro de Alberto Youssef.

Por Lauro Jardim

Tags:
Fonte:
veja.com

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário