A caravana de Lula encalha... e vira um mico (no blog O ANTAGONISTA)

Publicado em 04/09/2017 09:22 e atualizado em 04/09/2017 20:12
5915 exibições

O fracasso da caravana de Lula ganhou uma reportagem da Folha de S. Paulo.

Leia um trecho:

“No Crato (CE), a lotação no dia 30 também não chegava a um terço da área reservada: 3.900 m² no estacionamento do Centro de Convenções do Cariri, segundo croqui mostrado pela assessora administrativa Raquel Albuquerque à reportagem e ao coronel da PM Cícero de Brito.

Embora houvesse expectativa na cidade de 20 mil presentes (Crato tem 95 mil habitantes e a vizinha Juazeiro do Norte, 240 mil), Brito disse que, pelos critérios da PM (quatro pessoas por m² em locais cheios), ali caberiam cerca de 16 mil. Ele não fez estimativa considerando o 1/3 ocupado.

Na sexta (1º) em Marcolândia (PI), o local reservado ao público também só ficou cheio perto do palco.”

A Folha de S. Paulo questionou a assessoria de imprensa do condenado sobre o fracasso de público de sua passagem pelo Nordeste.

A resposta foi patética:

“A caravana foi feita para conversar com a população e lideranças locais. Para ver o que mudou no Nordeste, nas capitais e no interior, nos governos do PT, e os retrocessos no atual governo. Não havia expectativa nenhuma quanto ao público.”

Lula e a caravana da hipocrisia (editorial da GAZETA DO POVO)

O ex-presidente Lula já está em campanha para voltar ao Planalto em 2018. Só não está pedindo às pessoas que votem no 13, e por isso escapa das punições da legislação eleitoral, mas todos os atos da caravana pelo Nordeste têm gosto de campanha eleitoral, cheiro de campanha eleitoral e cara de campanha eleitoral, não há como negar. Às vezes Lula até desconversa, como em Salvador, quando disse que “ainda falta muito tempo” para 2018 e “não existe candidato”, mas o conjunto da obra mostra quais são as reais intenções de Lula e seu séquito.

Trata-se de uma viagem marcada pela hipocrisia. Não apenas por ser campanha eleitoral sem o declarar abertamente, mas por tudo o que Lula vem dizendo e fazendo. Como o encontro com o senador alagoano Renan Calheiros (PMDB), às margens do Rio São Francisco. Calheiros é réu no Supremo Tribunal Federal e tem quase 20 investigações contra si; é a perfeita “raposa”, para evocar um discurso de Lula feito dias antes, em Feira de Santana (BA). Mas ganhou elogios do ex-presidente no Twitter. Houve mal-estar até mesmo dentro do PT; afinal, Calheiros pode até ter costurado o absurdo fatiamento do julgamento no Senado que cassou Dilma Rousseff preservando-lhe os direitos políticos, mas o alagoano votou pelo impeachment, o que faz dele um “golpista”, na novilíngua petista. Mas parece haver golpistas e golpistas, a julgar pelas palavras da presidente do PT, a senadora paranaense Gleisi Hoffmann, à Folha de S.Paulo: “Não podemos levar essas coisas tão a ferro e fogo”.

Condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sergio Moro no caso do tríplex do Guarujá, Lula tem poupado o magistrado em seus discursos – uma mudança de estratégia às vésperas do novo depoimento do ex-presidente (agora no caso do sítio de Atibaia), já que as críticas abertas feitas por Lula a Moro antes do depoimento de maio não o ajudaram em nada. Mas a força-tarefa da Lava Jato, segundo o petista, é responsável até pela morte da ex-primeira dama Marisa Letícia. “Esses meninos da Operação Lava Jato têm responsabilidade com a morte dela”, chegou a afirmar o petista – o mesmo Lula que não teve a menor vergonha de jogar nas costas da esposa falecida toda a responsabilidade pelas decisões envolvendo o apartamento no litoral paulista.

Hipocrisia é Lula se apresentar como a solução para a crise criada não pela Operação Lava Jato – como chegaram a afirmar líderes sindicais, repetindo a lorota segundo a qual o combate à corrupção prejudica a economia –, mas pelas próprias políticas petistas. Lula, é preciso lembrar, recebeu um país estabilizado pelo Plano Real e, enquanto ele se manteve fiel ao tripé macroeconômico e às políticas de seu antecessor, o país cresceu, ajudado pela forte demanda por commodities. Mas a implantação da “nova matriz econômica”, nos anos finais do governo Lula e em todo o governo Dilma, colocou o país na rota da gastança irresponsável e das fraudes fiscais que culminaram na maior recessão da história do país e nos quase 14 milhões de desempregados. Lula é a última – ou talvez a penúltima, se considerarmos Dilma Rousseff – figura a quem uma pessoa responsável confiaria a tarefa de retirar o país do buraco em que ele mesmo o colocou, com a ajuda de seu “poste”.

Leia também:A condenação de Lula é a redenção do Brasil? (artigo de Rodrigo Valverde, publicado em 19 de agosto de 2017)

Rodrigo Constantino: Quem são seus heróis? (2 de agosto de 2017) 

Também não tem faltado na caravana a repetição do surradíssimo discurso de ataque à imprensa livre – “Se por acaso um dia eu voltar a ser presidente da República, certamente algumas coisas precisam acontecer”, disse, em referência a “jornalistas desonestos” – e do igualmente surrado “nós contra eles”, em que “a elite” (ou seja, qualquer um que ganhe um pouco mais de um salário mínimo) não suporta Lula “porque o pobre passou a ocupar aeroporto, frequentar shopping. Ele deixou de comer acém para comer filé, contrafilé; porque deixou de comer pescoço e pé para comer coxa, sobrecoxa e peito de frango. Os pobres começaram a comprar computador, laptop” – como se algum empresário de qualquer dos ramos citados estivesse espumando de raiva por ter mais pessoas comprando seus produtos.

Mas, assim como o desempenho nas urnas não absolve ninguém dos crimes cometidos, retórica vazia não livra ninguém de, mais cedo ou mais tarde, prestar contas de seus atos. Lula roda o Nordeste como a “alma mais honesta do país”, mas já tem uma condenação judicial em primeira instância e acumula outras cinco ações penais contra si. E nesse campo o embate se dá apenas em torno das provas; ainda pode haver incautos cativados por seu discurso, mas ele não o ajudará em nada diante da Justiça.

No Maranhão, Lula evita encontro público com Sarney

Na reta final da caravana pelos nove Estados do Nordeste, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou na tarde desta segunda-feira (4) em São Luís (MA) e evitou marcar um encontro com o ex-presidente José Sarney (PMDB). Lula foi recepcionado pelo governador do Estado, Flavio Dino (PCdoB), e por um pequeno grupo de militantes e simpatizantes do PT e PCdoB no hotel em que está hospedado. À noite, o ex-presidente participará de um jantar com Dino, em um aceno político ao opositor da família Sarney no Maranhão. Entre as lideranças políticas ligadas a Sarney no Estado, havia a expectativa de um encontro de Lula com o pemedebista. Dirigentes do PT e a assessoria do ex-presidente petista, no entanto, afirmaram que Lula deve participar apenas de reuniões articuladas pelo partido e pelo PCdoB. O presidente estadual do PT, Augusto Lobato, disse que a visita de Lula ao Estado deve marcar a aproximação do ex-presidente ao atual governador. Lideranças do PCdoB e do PT do Maranhão esperam ter o apoio do o apoio do ex-presidente petista à reeleição de Dino, em 2018, contra um candidato do grupo sarneysista. “Está descartada qualquer conversa de Lula com Sarney na caravana no Maranhão. Lula é amigo de Sarney e eles têm boa relação, mas aqui estamos com Dino”, disse o presidente do PT-MA.

O dia mais importante da Lava Jato

O juiz Sergio Moro, às duas da tarde, deve interrogar Marcelo Odebrecht sobre a compra do prédio do Instituto Lula. Pode ser o dia mais importante da Lava Jato.

O maior empreiteiro do Brasil, preso em Curitiba, promete falar sobre a propina para o comandante máximo da ORCRIM. É o topo do topo.

Marcelo Odebrecht, no interrogatório de hoje, terá de explicar a compra do prédio do Instituto Lula, que foi descontada de sua conta corrente.

Ele terá de explicar também a compra da cobertura de Lula em São Bernardo do Campo, registrada em nome do primo de José Carlos Bumlai, Glaucos Costamarques.

Moro começa hoje interrogatório de réus do segundo processo contra Lula. Ex-ṕresidente será interrogado no dia 13

O juiz federal Sergio Moro começa nesta segunda-feira (04) a interrogar os réus do segundo processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba. Na ação penal, o Ministério Público acusa Lula de irregularidades no aluguel de um imóvel em São Bernardo e na compra, pela Odebrecht, de um terreno para a construção de uma nova sede para o Instituo Lula, em São Paulo.

Moro vai ouvir nesta segunda-feira, a partir das 14 horas, o executivo Marcelo Odebrecht; o dono da DAG Construtora, Demerval Gusmão; e o ex-executivo da Odebrecht Realizações Imobiliárias, Paulo Melo. Na quarta-feira (06) será a vez do ex-ministro Antônio Palocci; do advogado Roberto Teixeira; e do aposentado Glauco da Costa Marques, que é primo do pecuarista José Carlos Bumlai.

Leia mais: Veja todas as notícias sobre o depoimento de Lula em Curitiba

O interrogatório de Lula está prevista para o dia 13 de setembro, às 14 horas, em Curitiba. No mesmo dia o juiz vai interrogar o ex-assessor de Palocci, Branislav Kontic. A defesa de Lula ainda tenta adiar o encontro do ex-presidente com o juiz, pedindo mais prazo para analisar provas juntadas pelo MPF no processo.

O interrogatório dos réus é um dos últimos passos do processo. Depois de ouvir todo mundo, Moro vai abrir prazo para as alegações finais do MPF, da Petrobras – que atua como assistente de acusação no processo – e das defesas dos réus. Em seguida, Moro já pode proferir uma sentença sobre o caso.

Entenda o processo

Na ação penal, o MPF faz duas acusações principais a Lula e aos demais réus do processo. Para os procuradores, houve crime de lavagem de dinheiro na compra de um terreno para a construção de uma nova sede para o Instituto Lula, na rua Doutor Haberbeck Brandão, em São Paulo – o imóvel não chegou a ser construído.

Segundo a denúncia, a DAG Construtora, que comprou o terreno, atuou como laranja da Odebrecht, que teria adquirido o terreno para Lula como forma de pagamento de propina por contratos da empreiteira com a Petrobras. O valor da lavagem de dinheiro neste caso, segundo o MPF, seria de aproximadamente R$ 12,4 milhões entre 2010 e 2014.

O MPF diz não ter dúvidas de que o imóvel seria destinado à construção do Instituto Lula. Em buscas realizadas no sítio em Atibaia, a Polícia Federal encontrou uma pasta com o nome da ex-primeira dama Marisa Letícia com um projeto arquitetônico de reforma do local.

O MPF também denuncia os réus pela lavagem de mais R$ 504 mil por meio da aquisição, em favor do ex-presidente, de um imóvel em São Bernardo (SP). O apartamento foi mantido em nome de Glaucos da Costa Marques, que chegou a fazer um contrato fictício de aluguel com a ex-primeira dama, Marisa Letícia.

Joesley Batista está chegando lá

Em seus novos anexos, segundo O Globo, ele detalhou a propina negociada com Guido Mantega para obter do BNDES o financiamento de uma fábrica de celulose no Mato Grosso do Sul.

O PT recebeu 6% de propina pelo negócio, repartidos da seguinte maneira:

– 4% para Guido Mantega, operador de Lula e Dilma Rousseff;

– 1% para o partido, em nome de João Vaccari Neto;

– 1% para os petistas que comandavam Petros e Funcef, Wagner Pinheiro e Guilherme Lacerda.

“A Lava Jato interrompeu um golpe de Estado do PT”

O advogado da Petrobras na Lava Jato, René Ariel Dotti, deu uma importante entrevista ao Estadão.

Ele disse:

“A Lava Jato, no meu entendimento, interrompeu um golpe de estado… O PT ia fazer um golpe de estado, na medida em que estava corrompendo grande parte do Congresso e colocando gente no Supremo Tribunal Federal para ter uma continuidade de poder, um projeto de poder. Porque não havia quem votasse contra.”

O desastre social na era Dilma (editorial do ESTADÃO)

Surgem dados que comprovam a manipulação de indicadores pelo lulopetismo

Já estava claro que a reeleição de Dilma Rousseff em 2014 se baseara em discursos mentirosos e informações fraudadas, pois as condições de vida da população se deterioravam. O impeachment retirou do poder aquela que o ocupava com base numa vitória eleitoral conquistada por meio de uma campanha mentirosa. Mas só agora surgem dados consistentes, e baseados em estatísticas oficiais, que comprovam a inescrupulosa manipulação de indicadores econômicos e sociais pelo lulopetismo para permanecer no poder.

Desde 2013 a sociedade brasileira, sobretudo sua parcela mais vulnerável, vinha sendo sacrificada pelos erros e pelas aventuras da política econômica petista. A deterioração social se acentuou no ano seguinte, justamente aquele em que Dilma foi reeleita, e prosseguiu ao longo de seu segundo mandato, como mostra o Atlas da Vulnerabilidade Social, a plataforma de indicadores sociais que acaba de ser lançada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

É notória, no estudo, a perda de velocidade do processo de redução da vulnerabilidade social no Brasil nos cinco anos completos em que Dilma ocupou a Presidência da República (de 2011 a 2015). Construído pelo Ipea com base em 16 indicadores classificados em 3 dimensões (infraestrutura urbana, capital humano e renda/trabalho), o Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) mostrou acentuada queda entre 2000 e 2010, mas essa tendência de redução perdeu ritmo na era Dilma. Alguns indicadores pioraram notavelmente. De 2014 para 2015, o IVS subiu de 0,243 para 0,248.

“Olhando de 2014 para 2015, os resultados do IVS apontam para um momento de inflexão”, diz a coordenadora técnica do Atlas, Bárbara Oliveira Marguti. “Nesse momento, há aumento de 2% da vulnerabilidade social no País, indicando que a tendência de queda dos últimos 14 anos pode estar estagnada.”

É muito provável, de fato, que, em razão do aprofundamento da recessão daí em diante, novos estudos do Ipea venham a mostrar que outros indicadores também pioraram nos dois anos seguintes, dando a real dimensão da herança maldita do lulopetismo no campo social.

No período 2000-2010, cujos dados são baseados nos censos demográficos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IVS caiu anualmente à média de 2,7%, o que permitiu que, pelos critérios de avaliação do Ipea, a vulnerabilidade social do País caísse de média para muito baixa. Entre 2011 e 2015 – para os quais se utilizaram dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), também do IBGE –, a média de redução anual do IVS caiu para 1,75%, quase um ponto porcentual menos do que a média dos 11 anos anteriores. Assim, a vulnerabilidade aumentou. 

O fator que mais afetou a variação do IVS no período analisado pelo Ipea foi o relativo ao mercado de trabalho, que é composto de diversos indicadores. De 2000 a 2010, o IVS de renda e trabalho caiu cerca de 34%, o que resultou na redução média anual de cerca de 3,4%. Entre 2011 e 2015, caiu apenas 3,3%, à média de 0,8% por ano. Mas, de 2013 a 2015, esse indicador piorou 10,8%. De acordo com os dados compilados pelo Ipea, o IVS de renda e trabalho ficou estagnado entre 2013 e 2014. Era a clara indicação de que a crise já afetava a população no período que antecedeu a reeleição de Dilma. O índice aumentou bruscamente em 2015, primeiro ano do segundo mandato da ex-presidente.

O IVS é um indicador abrangente das condições de vida da população. As disponibilidades de infraestrutura urbana são aferidas como base em extensão dos sistemas de coleta de lixo e de saneamento básico, além do tempo de deslocamento entre residência e trabalho. O indicador de capital humano é baseado em dados como mortalidade infantil, escolaridade, analfabetismo e situação familiar. Já o de renda e trabalho, além da situação do mercado de trabalho, avalia também a qualidade do trabalho. Por isso, o IVS dos primeiros anos pós-lulopetismo deverá ser tão ruim quanto o dos últimos da era Dilma, ou pior.

Tags:
Fonte: O Antagonista/Gazeta/Estadão

3 comentários

  • antonio carlos pereira Jaboticabal - SP

    Da mulher do juiz Moro ninguém fala ! E não é só uma acusação não, Moro também no caso de Maringa.

    29
    • CARLO MELONISAO PAULO - SP

      O sr. Paulo Roberto Rensi ja' comprovou que esse senhor inventa e escreve mentiras...

      7
  • maria cecilia erechim rs - RS

    Bomba: Mulher de Moro recebeu pagamento de doleiro...

    32
    • ARLINDO PONTREMOLEZ VARALTAIBIRAREMA - SP

      Cuidado, Maria Cecilia... Acusação sem provas pode terminar dando pra vc moradia de graça na capital paranaense !!! Vai terminando morando em algum aquário , juntinho do "Octoplus Nine Fingers" !! Abre o olho Mariazinha!!

      9
    • ANTONIO CARLOS PEREIRAJABOTICABAL - SP

      Arlindo, vc não passa de ser uma coxinha estragada, não precisa tentar ameaçar a Maria Cecilia não, depois que os Chineses inventaram a polvora não tem mais valentão não, vc é que tem que ficar esperto em fazer ameaça !

      22
    • ARLINDO PONTREMOLEZ VARALTAIBIRAREMA - SP

      Antonio Carlos, vc e tao ignorante que nao entende nem o que le!!! Vc esta no lugar certo , com o seu nivel intelectual tem que seguir apoyando e votando nos PTralhas!!!!. Partido de com o nivel de honestidade e intelectual bem a tua altura. De repente so uma perguntinha !! Em que vc trabalha???? Con certeza nao e agricultor !! Ah so uma coisa. Quando o teu mestre for morar definitivamente em Curitiba vai ficar longe para vcs visitarem, mais a passagem e barata!! Felicidades Abracao campeao!!!

      17
    • MARIA CECILIAERECHIM RS - RS

      Arlindo o que mais me me deixa indignada é a empáfia dos coxinhas, se comportam como se fossem os únicos cultos, únicos que tem conhecimento, cometem todo tipo de discriminação e intolerância, disseminam o ódio....e se acham o gás da coca cola....pobres coitados....ah....só para te lembrar sobre seu comentário sobre falta de provas....a ameaça, a discriminação e a intolerância também dá cadeia...cuidado!!!!!

      32
    • ARLINDO PONTREMOLEZ VARALTAIBIRAREMA - SP

      Maria Cecilia....bom dia. Queria dizer para vc que so existe comunhão entre iguais!!! Gato com gato , cachorro com cachorro ,coxinha com coxinha, ignorantes com ignorantes!! Fiquem espertos porque a teta esta secando , e os eleitores dos PTralhas estão correndo riscos com os furacões !!! Noticia da semana referente aos alertas nos Estados Unidos :- O furacão Irma vai fazer estragos na Florida e Costa Leste dos EUA,mas especialistas dizem que não sera tanto quanto o furacão da ignorância D-Irma que passou no Brasil ,com efeitos destrutivos e colaterais que durarão por anos no nosso pais e a cruz vermelha não pode fazer nada . Esse furacao da ignorancia passou causando estragos de toda ordem , colocando em risco de matar de fome grande parte da população que moram nas costas do PT ( que outrora foi financiado pelos coxinhas, digo os que pagam impostos e trabalham com o suor do seus rostos) , populacao esta que infelizmente ainda nao aprenderam nem a pensar nem a trabalhar. Os efeitos desses furacões que tem a sigla PT, diga Octoplus Nine Fingers y outros que mudaram de nome e de grau de destruição com o passar do tempo!! Gracas a Deus a zona de formação desses furacões de ignorancia e desonestidade , ja estão sendo eliminados ou pelo menos minimizados pelos " meninos do Parana", diga se passagem ...tem MORO na Costa do Brasil !! Saudações dos que produzem trigo, carne, coxinhas e engordam "VACA de " vaca que os Petralhas etc, etc, para matar a fome do brasil. Atte

      15
    • ANTONIO CARLOS PEREIRAJABOTICABAL - SP

      Tem gente que tem trauma de infância e além disso acha que é dono da verdade. Avião entra pelo MT, cocaína e armamento pesado entra pelo Paraná , quem são os juizes que deixam correr solto, todos filhotes do FHC ! Maria Cecília, tem gente que se acha, acabou os tempos dos coronéis, coronéis não induzem ninguém. FHC vendou 134 empresas, tem gente que não tem a mínima visão, somente ótimas Universidades fazem o Pais crescer. Na Finlândia a distribuição de renda é para todos, todos pagam imposto. Aqui no Brasil a elite nunca pagou imposto, ela repassa para os mais pobres. A elite fala que a carga tributária é alta, como é alta se a elite nunca pagou nada, a CPMF, a elite fez o congresso retirar, CPMF é o único imposto mais justo, todos pagam !

      29
  • maria cecilia erechim rs - RS

    ..."a imprensa brasileira, ao menos a de repercussão nacional, boicota a caravana feita pelo ex-presidente Lula em vários estados do Nordeste; Nas raras reportagens que fez, os textos sequer uma vez trazem a palavra povo, que na reportagem do The Guardian surge nove vezes a expressão people, povo ou pessoa"; quem quiser se informar sobre o êxito da caravana deve buscar notícias na mídia internacional, uma vez que a imprensa nacional não dá espaço para "um povo que quer deixar de ser invisível, porque não o vêem

    75
    • ADEGILDO MOREIRA LIMAPRESIDENTE MEDICI - SC

      O governo do vice da Dilma , está fazendo a campanha do lula, pois que diferença iria fazer aumentar o salário mínimo para 1.000 reais, aqueceria a economia, melhoraria a condição de vida e a maior mentira é que abalaria a previdência, pois era só cobrar jbs, Bradesco, empresas de comunicação e energia que este impacto estaria resolvido. A não ser que na delacao negociada do jbs tenha havido a anistia do débito bilionário da previdência. Falando em delacao do jbs quem foram os peixes grandes presos? Lula, Dilma, Renan, Zé Sarney? FHC, serra, Aécio? Há desculpa ! A grande negociação era só para lambaris e os tubaraos ficam blindados

      4
    • RAFAEL MENDESARAGUARI - MG

      Maria, vc é patética...

      3
    • RAFAEL ANTONIO TAUFFERPASSO FUNDO - RS

      É só no Brasil mesmo..., bandido e condenado na Justiça fazendo caravana...

      4
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      A Dona Maria Cecilia, de Erechim, deve ser daquelas ligadas às barragens do Uruguai que prestaram e prestam um desserviço ao povo... igual a uma petista chamada de Luci Choinak, de Descanso, Mondai... sua propriedade rural tinha guaxumba, matapasto até na entrada da casa... mas a lingua afiada !!!.a enxada esta não era usada... sobre o caso da bomba da mulher de Moro.. ora, segundo o Lula em depoimento, sua mulher quase sempre nao o consultava e pediu a Moro se a dele não fazia isto também... então vai ver a enrolação virou moda..

      6
    • EDMILSON JOSE ZABOTTPALOTINA - PR

      Está Senhora Maria Cecília deve uma daquelas Funcionárias públicas ligadas ao PT , que não fazia nada , é que hoje reclama porque não vai mais ter a teta para mamar e nem ser atestado médico para ficar em casa usando as redes para fazer propaganda do PT . Ou será que ....

      5
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Vou me expressar na linguagem que "ela" entende. A linguagem "dilmes": ... Mulher sapiens "Maria Cecilia" ... ESTOU ESTARRECIDO !!!

      12
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Ah! Esqueci de dar-te um conselho "dilmes" ... VÁ ESTOCAR VENTO !!!

      10
    • ANTONIO CARLOS PEREIRAJABOTICABAL - SP

      Paulo, para de bater boca com a mulher, cuida da sua vida..., Se o Lula for eleito o etanol vai para 1,50/l . Fala do Aécio sobre o helicóptero ! Do avião com 665kg .!Isso é o mais importante ,pois estão destruindo os jovens. Fala do armamento pesado e cocaina que entra pelo Parana,

      26