“Vem, Hexa!” , bradou Lula no seu twitter... deu no que deu... (O Antagonista)

Publicado em 06/07/2018 21:22 e atualizado em 08/07/2018 15:38
809 exibições

Eita pé frio!

Lula, o hóspede ilustre da carceragem da PF em Curitiba, mandou um “Vem, Hexa!” em sua conta oficial no Twitter antes da derrota do Brasil para a Bélgica.

Não contente com isso, ainda colocou a hashtag #BrasilHexaLulaTri.

Já não conseguiu a primeira coisa –e, se as leis do Brasil valerem, também não conseguirá a segunda.

Não se aceita devolução do Brasil

Caio Blinder, em seu Twitter, comentou nosso post pós-derrota do Brasil sobre as lojas não aceitarem devolução da TV comprada em dez vezes.

“Podemos ir além: não aceita devolução do Brasil.”

Infelizmente não, Caio.

De volta ao sarampo

A Copa acabou para o Brasil.

É preciso voltar a conviver com a epidemia de sarampo em Manaus.

‘Na alegria e na tristeza…’

Marina Silva comentou a derrota do Brasil no Twitter:

Marina critica emenda do teto de gastos

Em entrevista à Reuters, Marina Silva criticou duramente a emenda constitucional do teto dos gastos públicos e afirmou que sua manutenção inviabiliza a administração do governo federal nos próximos anos.

A presidenciável da Rede evitou afirmar que irá rever o teto de gastos, tema delicado para o mercado financeiro, mas afirmou que será necessário fazer uma avaliação “criteriosa” da emenda.

“Não sou eu que estou dizendo, é a realidade que diz isso. E qual é a realidade? O governo congelou por 20 anos a educação que temos, a saúde que temos, a segurança, a infraestrutura. Isso é razoável?”

É a terceira vez que Marina concorre à Presidência. Desta vez, com uma bancada de dois deputados federais, a Rede terá exatos oito segundos de tempo para sua propaganda de rádio e TV.

Bolsonaro defende venda de terras por quilombolas

Jair Bolsonaro divulgou hoje um vídeo nas redes sociais de Paulo Quilombola, da Federação das Comunidades Quilombolas do Estado do Pará, que declarou apoio ao pré-candidato do PSL, relata O Globo.

“Seu povo, seus irmãos, têm problemas. E o grande problema chama-se governo federal. Eles querem ser libertos, para ter liberdade para poder trabalhar dentro da sua comunidade. Acho até que, se quiser vender aquela área quilombola, que venda –opinião minha”, diz o deputado no vídeo.

Bolsonaro responde a uma denúncia por racismo feita pela PGR, em razão de declarações sobre quilombolas feitas num evento no ano passado.

Vaias para defensor de Lula

Miguel Rossetto, ex-ministro e pré-candidato ao governo gaúcho pelo PT, foi vaiado ontem ao defender a candidatura do presidiário em evento da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul, registra o Estadão.

“Um projeto para o Estado do Rio Grande do Sul exige uma mudança no Brasil e, por isso, eu apoio Lula para presidente. Ele foi preso injustamente”, disse Rossetto.

Foi vaiado por grande parte da plateia, composta na maioria por prefeitos, vice-prefeitos e secretários municipais gaúchos –gente que, em geral, conhece bem o prejuízo causado por governos petistas no estado e no país.

A farsa das greves de fome de Lula

O PT encontrou 11 idiotas dispostos a fazer uma greve de fome por Lula.

Elio Gaspari, em 2010, denunciou a “natureza farsesca” das greves de fome do presidiário:

“Em 1980, quando penou 31 dias de cadeia que ajudaram-no a embolsar pelo Bolsa Ditadura um capital capaz de gerar mais de R$ 1 milhão, Lula fez quatro dias de greve de fome. Apanhado escondendo guloseimas, reclamou: ‘Como esse cara é xiita! O que é que tem guardarmos duas balinhas, companheiro?’ (…)

Em 1998, quando Lula sentiu-se massacrado pelas denúncias de intimidades imobiliárias com o empresário Roberto Teixeira, saiu em busca de apoios e disse que cogitava fazer uma greve de fome. Não fez, e tanto ele como Teixeira alimentam-se bem até hoje.”

A greve de fome não é dele

Lula usa laranjas até para fazer greve de fome.

Diz a Folha de S. Paulo:

“Após as seguidas derrotas no STF e os sinais de que a presidente da corte, Cármen Lúcia, não pautará ações que pedem a revisão da prisão após segunda instância até setembro, 11 militantes de movimentos sociais ligados ao PT começarão uma greve de fome em apelo à libertação do ex-presidente Lula. O protesto será deflagrado no fim deste mês e tem o respaldo da direção do partido (…).

O PT diz que não há previsão de Lula aderir à greve de fome”.

“Imagine se todos os bandidos presos entrarem em greve de fome”

Quando foi a Cuba, Lula atacou os prisioneiros políticos que faziam greve de fome contra a ditadura comunista.

Ele disse:

“A greve de fome não pode ser um pretexto de direitos humanos para liberar as pessoas. Imagine se todos os bandidos presos em São Paulo entrarem em greve de fome e pedirem liberdade”.

Naquela época, o presidiário só estava interessado em fechar os contratos da Odebrecht no Porto de Mariel.

PS: Mais uma conquista dos caminhoneiros

A inflação oficial do país teve alta de 1,26% em junho, a maior taxa para o mês desde 1995.

Um oferecimento da greve dos caminhoneiros.

Tags:
Fonte: O Antagonista

0 comentário