Exportações totais de carne bovina caem 6% no volume e 11% na receita em janeiro

Publicado em 05/03/2021 16:28 37 exibições

As exportações totais de carne bovina (in natura + processada) em janeiro apresentaram queda de 6% no volume e de 11% na receita em relação a janeiro de 2020, informou a Associação Brasileira de Frigoríficos (ABRAFRIGO), que compilou os dados divulgados pelo Ministério da Economia, por meio da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/Decex). No total, foram movimentadas 127.139 toneladas que proporcionaram uma receita de US$ 549 milhões. Em janeiro de 2020 a movimentação foi de 135.375 toneladas e a receita de US$ 618 milhões.

A China e a cidade estado de Hong Kong até que aumentaram suas aquisições no mês, importando 79.896 toneladas (62,8% do total exportado) contra 76.965 em janeiro de 2020, mas houve uma redução significativa de sua movimentação em relação aos últimos meses do ano, quando os chineses compraram 109 mil toneladas em outubro, 123 mil toneladas em novembro e 101 mil toneladas em dezembro, elevando seus estoques para as comemorações do seu principal feriado, o Ano Novo Lunar. Segundo a ABRAFRIGO, a partir de março as exportações podem voltar a este patamar.

Entre os 20 maiores clientes do país, o Chile foi o segundo país que mais movimentou a carne bovina brasileira, comprando 5.168 toneladas (-16,6% em relação a janeiro de 2020); o terceiro foi o Egito, com 4.501 toneladas (-13,5%); o quarto as Filipinas, com 3.115 toneladas (+12%). A quinta posição foi ocupada por Israel, com 3.062 toneladas (-13,5%); a sexta foi a Arábia Saudita, com 2.813 toneladas (-29%), a sétima os Emirados Árabes, com 2.764 toneladas (- 24,7%) e o oitavo foi a Itália, com 2.761 toneladas (+62%). Os Estados Unidos aumentaram suas compras de carne bovina em 133%, ficando na nona posição, com 2.748 toneladas.  Entre todos os países importadores de janeiro, segundo a ABRAFRIGO, 46 tiveram desempenho positivo e outros 58 apresentaram desempenho negativo.

Tags:
Fonte:
ABRAFRIGO

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário