Escândalo no ministério do PCdoB desborda para cima do governador do PT do RS

Publicado em 24/10/2011 17:55 498 exibições


Quanto mais tempo o PCdoB e o ministro Orlando Silva resistirem, mais malfeitorias virão ao conhecimento do povo brasileiro, envolvendo também outros ministérios. São revelações como estas que o governador Tarso Genro quer impedir, ao defender o controle da mídia. A reportagem a seguir da revista IstoÉ, introduz novos personagens no escândalo do ministério dos Esportes, mas desta vez o caso desanda de vez para cima do governador de Brasília, Agnelo Queiroz, do PT. Agnelo foi ministro antes de Silva "Cansei de dar dinheiro ao Agnelo", denuncia agora outro membro da quadrilha. LEIA tudo:

. Nos últimos dias, o escândalo dos desvios de verbas de ONGs ligadas ao Ministério do Esporte, detonado pelo policial militar João Dias Ferreira, atingiu em cheio o ministro Orlando Silva e colocou em xeque a administração de nove anos do PCdoB à frente da pasta. Agora, uma nova e importante testemunha do caso pode dar outros contornos à história, ainda repleta de brechas e pontos obscuros. O que se sabia até o momento era que os comunistas, além de terem aparelhado o Ministério do Esporte, montaram um esquema de escoamento de verbas de organizações não governamentais para abastecer o caixa de campanha do partido e de seus principais integrantes. Em depoimentos ao longo da semana, o PM João Dias acusou Orlando Silva de ser o mentor e principal beneficiário do esquema. A nova testemunha, o auxiliar administrativo Michael Alexandre Vieira da Silva, 35 anos, apresenta uma versão diferente. Em entrevista à ISTOÉ, Michael afirma que o atual governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, e ex-ministro do Esporte, hoje no PT, mas que passou a maior parte de sua trajetória política no PCdoB, é quem era o verdadeiro ?chefe? do esquema de desvio de recursos do Esporte. Até então, Agnelo vinha sendo poupado por João Dias.

. Michael foi a principal testemunha da Operação Shaolin, deflagrada no ano passado pela Polícia Civil do DF e na qual foram presas cinco pessoas, entre elas o próprio soldado João Dias. Seu papel nesse enredo é inquestionável. . .

. Michael Alexandre trabalhou nas ONGs comandadas por João Dias, conheceu as entranhas das fraudes no Ministério do Esportes e, durante um bom tempo, esteve a serviço dos pontas-de-lança do esquema. Sobre esse período, ele fez uma revelação bombástica à ISTOÉ: ?Saquei R$ 150 mil para serem entregues a Agnelo (então, ministro)?.

CLIQUE AQUI para ler a reportagem completa.
CLIQUE AQUIpara ouvir Velhos Camaradas. É música prussiana. A interpretação é do maestro André Rieu. Trata-se de pano de fundo para a nota a seguir.


Eleita Kirchner, calçadistas agora querem imediata retaliação por embargo argentino

A aplastante vitória da presidente Christina Kirchner no primeiro turno, não deixa de ser um bom negócio para os exportadores brasileiros de calçados, que amargam até 100 dias de atraso na liberação de licenças de importação.

. De acordo com a OMC e até mesmo pelas regras de autolimitação de vendas (15 milhões de pares por ano), os argentinos excederam de muito os 60 dias acertados.

. O governo brasileiro vinha botando panos quentes no assunto, porque não queria que qualquer retaliação pudesse interferir nas eleições.

. Desde domingo, não há mais risco político.

. A partir desta segunda, a Abicalçados voltou a prensar o ministério do Desenvolvimento, porque não suporta mais as pressões dos associados para que as fronteiras sejam abertas para os 3,4 milhões de pares que estão retidos nas fábricas e nas aduanas.

- Em Buenos Aires, a poderosa Câmara Argentina da Indústria do Calçado quer aproveitar o entrevero para limitar ainda mais as exportações brasileiras. No novo acordo, a pedida do Brasil é de 40 milhões de pares, mas a da Argentina é de 12 milhões de pares.


Inflação medida pelo IPC desacelera na terceira semana de outubro

Desacelerou levemente a inflação medida pelo IPC-S (Índice de preços ao Consumidor Semanal) para outubro.

. Na terceira semana, o índice caiu dos 0,39% da semana anterior, para 0,31%.

- Os preços dos alimentos (0,17% para 0,03%) forçaram a queda.


Brasil Ecodiesel vende por R$ 58 milhões suas fábricas de São Luiz e Rosário

A ex-Brasil Ecodiesel, hoje Vanguarda Agro, confirmou nesta segunda-feira a venda de suas plantas de biodiesel em São Luiz Gonzaga e em Rosário do Sul, no Rio Grande do Sul.

. O comprador é a Camera Agroalimentos.

. Segundo comunicado à Comissão de Valores Mobiliários, o negócio foi fechado por R$ 58 milhões, sendo R$ 12 milhões pagos no ato da assinatura do contrato definitivo e o restante em 36 parcelas mensais.


O que espera Dilma para demitir seu quinto ministro corrupto ?

Apesar da tremenda enxurrada de novas denúncias e de dezenas de reportagens sobre as malfeitorias do ministro Orlando Silva e do PCdoB, a presidente Dilma Roussef preferiu não mexer no tabuleiro.

. Terá que fazê-lo.

. Nesta segunda-feira, a pá de cal no assunto pode ter sido a entrega à Polícia Federal  de 13 áudios com gravações e documentos que comprovam a movimentação da quadrilha montada dentro do governo.

. O caso de Orlando Silva e do PCdoB ocupou as capas das revistas Veja, Época e IstoÉ, cada uma com reportagens mais assombrosas do que a outra. 

- Época foi disparada a revista que bateu mais pesado. Sua capa, vermelha, tem apenas um título: PCdoBolso. 

. O PCdoB jamais foi tratado com tanta virulência e nunca foi tão desmascarado como neste episódio do ministro Orlando Silva.

-
Dilma Roussef já perdeu quatro ministros por corrupção e um porque não quis mais saber dela. Neste caso do PCdoB, ela resiste, mas não poderá continuar fazendo isto por muito tempo ou será contaminada. 



Tags:
Fonte:
Blog Polibio Braga

1 comentário

  • JAQUELINE RAMIRO rio de janeiro - RJ

    Sras. e Srs venho por meio dessa publicação fazer uma denúncia. Sou Jaqueline Ramiro e a pedido do partido vim como candidata a dep. estadual pelo PCdoB/Rio no ano de 2010,. partido onde exerço militância a 12 anos. O resultado disso é onde hoje a pesar de está em situação de miséria estou sendo investigada pelo TRE, tendo de prestá esclarecimentos por uma campanha a qual não recebi um único centavo. nunca assinei qual recibo de valores e tão pouco tive acesso a minha prestação de contas. Antes mesmo do período de campanha fui procurada sem motivo aparente pelo dirigente estadual do PC do B/Rio, que também e dirigente na estatal CEPERJ e COORDENADOR INSTITUCIONAL DA ABEGÁS entre outros cargos, o Sr. João Carlos de Carvalho onde me ofereceu emprego na instituição estadual CEPERJ. A pesar do salário atraente não aceitei o trabalho. Em junho de 2010 João Carlos de Carvalho me procurou com a proposta de trabalhar na campanha do dep. federal Kique Carvalho. Campanha onde ele foi organizador e é irmão do candidato. Como no momento eu estava trabalhando e estudando João Carlos exigiu que eu saísse do meu trabalho para poder me dedicar a campanha. Em troca esse pagaria o equivalente ao meu salário nos meses transcorrentes a campanha e após como ele era dirigente da estatal, eu seria efetivada no CEPERJ independente do resultado da eleição. Porém não fui efetivada e tão pouco encaminhada para outra vaga de trabalho. Desde de então não consegui outro trabalho onde me pagasse o equivalente ao meu salário anterior comprometendo o sustento de minha família a ponto de passarmos fome. Tomei conhecimento que a vaga oferecida a mim só poderia ser passada por meio de concurso. E hoje outra pessoa oculpa a vaga sem nunca ter passado por um concurso público. Estou passando por muitas dificuldades. Minha mãe faleceu no dia 15/03/2012 e não pude comparecer ao enterro por falta de dinheiro de passagem. Já fui acordada as 3 horas da manhã por meu filho mais velho dizendo que a barriga estava doendo de fome e eu não tinha o que dá para ele comer. Pedi ajuda ao partido e estou passando por todas as humilhações onde vocês possam imaginar. Estão tentando me calar e isolar politicamente. Não sendo já triste demais a minha situação o Camarada Carlos Anjos Estrela tambem dirigente do PCdoB, disse somente encaminharia as minhas denúncias se eu fosse para um jantar com ele e depois desse uma esticadinha... Do contrário qual onder ajuda a minha pessoa, principalmente financeira, o que o partido chama de ajuda vermelha, seria vetada e assim está sendo feito já que não sedo ao assédio sexual. As informações as quais passo aqui tenho como provar. Estou publicando aqui pois estou sofrendo ameaças. Se acontecer alguma coisa comigo ou minha família a história não se perderá. Minha luta e humilhação não serão em vão. Quem quiser saber mais sobre esse assunto é só ir ao meu blog pessoal onde tem sido minha fonte de desabafo e tentativa que o PCdoB tome alguma atitude. http://jeckmaluca.blogspot.com.br/ Também tenho como provar desvio de verba pública.

    0