Boi: Preços da carne no atacado sem osso caem e pressionam margem da indústria

Publicado em 27/05/2013 09:12 505 exibições

A última semana foi ruim para as vendas dos frigoríficos. A desvalorização média dos cortes no atacado foi de 0,8%.

É a terceira semana seguida de queda nos preços dos cortes de dianteiro, produto que vinha puxando as vendas.

Há dois meses os frigoríficos vêm comercializando a preços sempre menores que os de 2012, considerando períodos iguais.

Isto tem feito as indústrias trabalharem com margens cada vez mais distantes das apuradas no último ano, período de resultados recordes.

Atualmente, a diferença entre o preço de compra do boi gordo e o valor de comercialização de carne sem osso, couro, sebo e todos os subprodutos, está em 22,2%, 7,8 pontos percentuais menor que há um ano.

O momento é de redução do resultado econômico das indústrias. O Equivalente Físico, por exemplo, desde maio do ano passado não operava em valores tão abaixo do preço da arroba. A venda da carcaça paga 92,9% do valor do boi gordo.

Tags:
Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário