Campanha de vacinação contra aftosa é prorrogada até 4 de junho no PR

Publicado em 28/05/2013 12:06 523 exibições

 Produtores rurais terão até a próxima terça-feira, dia 4, para comprovar a vacinação de febre aftosa em bovinos e bubalinos de até 24 meses. O período para vacinar, que terminaria nesta sexta-feira, 31, foi prorrogado até a próxima semana devido ao feriado de Corpus Christi.

Segundo a supervisora da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Ana Lucia Menon, grande parte dos pecuaristas deixa para comprovar nas últimas semanas. Dessa forma, o feriado e o recesso na sede da Seab/Adapar, na quinta e sexta-feira, 31, poderia prejudicar os produtores.  “A prorrogação vem para não trazer prejuízo à Campanha, já que o movimento para comprovar é grande nos últimos dias”, comenta.     

Nesta etapa, pela primeira vez, o produtor rural pode realizar a comprovação da vacinação pela internet via site da Adapar (http://www.adapar.pr.gov.br/), o que pode facilitar esse processo, de acordo com a supervisora. “Tivemos alguns produtores que já vieram pedir instruções sobre a comprovação online, mas ainda não temos um levantamento na região como a nova ferramenta está sendo utilizada”, observa.

Ana Lucia destaca que na próxima etapa da campanha, em novembro, o incentivo à comprovação online será ainda maior. “Vamos produzir um material informativo para os pecuaristas. Agora em maio, tivemos a primeira experiência que será positiva para avaliarmos o alcance e se o sistema está funcionando bem”.

A expectativa do governo do Estado sempre é imunizar 100% dos animais nessa faixa etária, o que equivale a cerca de 4,5 milhões de cabeças no Paraná. A multa para o produtor que não vacinar os animais será de R$108 por cabeça.            

Vale destacar que durante a campanha contra febre aftosa, também é o momento em que a Adapar faz um levantamento de todos os rebanhos do Estado.           O pecuarista deve informar não apenas dados como o número de bovinos e bubalinos imunizados, mas a quantidade de todos os outros tipos de animais que cria em suas propriedades, como caprinos e ovinos, entre diversos outros.

Tags:
Fonte:
Sind. Rural Guarapuava

0 comentário