Brasileiro eleva consumo para 42 quilos de carne por ano

Publicado em 26/06/2013 18:02 527 exibições

O consumo de carne no Brasil cresceu de 36 quilos por pessoa por ano em 2010 para 42 quilos atualmente, confirmando que o melhor mercado é o interno. A afirmação é do presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a senadora Kátia Abreu, durante palestra “A visão do setor produtivo”, apresentada para cerca de mil empreendedores rurais de 11 países, nessa quarta-feira (26), no Congresso Internacional da Carne, em Goiânia.

“Estamos bem no mercado externo, a Europa é um exemplo disso. De tudo o que importam, 20% sai do Brasil. Mas nosso foco tem sido a China, queremos aumentar a cultura de consumo de carne naquele país e estamos agindo nesse sentido, sem desvalorizarmos o consumo dos brasileiros, que faz toda a diferença”, afirmou Kátia Abreu.

Para o diretor de relações institucionais da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), Rogério Beretta, o acréscimo no consumo é reflexo dos gastos com a produção. “As tecnologias desenvolvidas no Brasil deixam os custos de produção mais baratos do que em outros países, fazendo com que o preço para o consumidor seja mais atrativo”, afirma Beretta, ao comparar o custo de produção da carne do Brasil, que chega a US$ 3 por quilo, com a carne da Europa, chegando a custar US$ 6.

O debate intermediado pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner, envolveu produtores rurais e pesquisadores da Austrália, Inglaterra, França, China, Argentina, Uruguai, Colômbia, Estados Unidos, México e Paraguai, que trocam informações com pecuaristas brasileiros, no intuito de alavancar o setor, tornando-o positivo para produtores e consumidores no que diz respeito à produção, preço e qualidade da carne.

Divulgando o tema do evento, “A melhor carne para alimentar o mundo”, o representante do International Meat Secretariat (IMS), Hsin Chung Huan, declarou sua admiração pela pecuária brasileira. “Se a busca é pela melhor carne para alimentar o mundo, estamos no lugar certo”, disse Huan antes de convidar os brasileiros a participarem do Congresso de 2014, na China, ressaltando o sucesso das edições anteriores em Paris e em Campo Grande (MS).

De organização do Sistema Faeg com o IMS, o Congresso Internacional da Carne de 2013 encerrará suas atividade na quinta-feira (27), às 18h30. “O bem que a proteína faz” e “Estabelecendo confiança com o consumidor”, serão as últimas palestras do evento.

Tags:
Fonte:
Famasul

0 comentário