Abiec quer reforçar qualidade da carne brasileira a países importadores

Publicado em 09/05/2014 08:43 301 exibições

Diante do caso de 'vaca louca' em um animal de Mato Grosso, a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) irá apresentar ao governo federal uma lista de países que poderiam tomar alguma atitude desfavorável ao Brasil na comercialização de carne bovina. O assunto será repassado ao secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SDA/Mapa), Rodrigo Figueiredo, em reunião agendada para esta sexta-feira (9). A entidade quer, em parceria com o governo brasileiro, intensificar o trabalho de convencimento dos países compradores de que o rebanho brasileiro é saudavel e que o país cumpre todas as exigências sanitárias previstas na legislação internacional. O Mapa confirmou que uma missão técnica do Brasil viaja ao Peru na próxima semana para dar explicações.

O Peru, que já anunciou embargo por 180 nas importações dos produtos de origem bovina do Brasil, será o primeiro país a ser procurado. É o que ressaltou o presidente da Abiecs, Antônio Jorge Camardelli, em entrevista ao Agrodebate. "Na minha opinião, o embargo temporário do Peru para a compra de carne do Brasil foi um pouco precipitado. Temos certeza absoluta que njesse episódio da 'vaca louca' em Mato Grosso todas as regras previstas para diagnosticar a doença foram cumpridas integralmente", disse. Em 2013, o país comprou US$ 2,9 milhões de miudos de bovino do Brasil. De Mato Grosso, foram US$ 577 mil.

Leia a reportagem na íntegra no site G1 MT

 

Tags:
Fonte:
G1-MT

0 comentário