Quase 30% dos pastos de MT podem ter síndrome da morte da braquiária

Publicado em 17/10/2014 18:05 384 exibições

Regime intenso de chuvas no norte de MT deixa planta suscetível a doença. Alternativa para a síndrome é a substituição do capim, diz Embrapa.

Cerca de 26,5 milhões de hectares de pasto em Mato Grosso, em sua maioria no bioma amazônico, no norte do estado, têm forte risco de apresentarem a síndrome da morte da braquiária. Isto equivale a 29,5% das áreas usadas em atividades agropecuárias no estado. A alternativa para o problema está na substituição do capim plantado na fazenda, de acordo com a Embrapa Agrossilvipastoril.

Como a região norte do estado possui um regime intenso de chuvas e solos mal drenados ou baixa permeabilidade, ocorre o encharcamento do solo, reduzindo a oxigenação das raízes. A baixa adaptação a estas condições torna a planta mais suscetível ao ataque de fungos causadores de doenças presentes no solo.

Leia a notícia na íntegra no site G1 - Agrodebate

Tags:
Fonte:
G1 - Agrodebate

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário