Uruguai aumenta rendimento de carcaças em 2% após aplicação de dressing máximo

Publicado em 17/01/2017 09:36 e atualizado em 17/01/2017 10:42
141 exibições

O Instituto Nacional de Carnes do Uruguai (INAC) divulgou, em seu levantamento semanal de peso médio das carcaças, o desempenho dos abatedouros na primeira semana de janeiro. Esse é o primeiro relatório após o país impor sistema de dressing máximo ou limpeza da carcaça por parte dos frigoríficos no abate de gados.

No levantamento, ainda prematuro, pode-se concluir que o rendimento das carcaças aumentou cerca de 2%. O desempenho de janeiro de 2017 é o maior em todos os anos da série, atingindo 53,88%. (confira o gráfico).

Rendimento de carcaças - Uruguai

Como pode ser visto no gráfico, o desempenho, é variável ao longo do ano, com picos na primavera e mínimos no outono.

Essa é a primeira referência sobre o impacto do decreto sobre o rendimento do efetivo e ainda é cedo para tirar quaisquer conclusões. Mas, caso se sustente, o Instituto alerta para como esse ganho de peso poderá trazer alguma mudança no preço por quilo na quarta balança.

Tradução: Larissa Albuquerque

Fonte: Blasina y Asociados

0 comentário