Boi: Com oferta restrita de animais terminados, frigoríficos decidem ficar fora das compras em Goiás

Publicado em 14/04/2021 09:28 345 exibições

LOGO nalogo

Com oferta restrita de animais terminados para o abate em Goiás, as indústrias frigoríficas decidiram ficar fora das compras na última semana. Conforme divulgou o Instituto para o Fortalecimento Agropecuário de Goiás (IFAG), as programações seguem em patamares curtos com a média em 6 dias úteis  e as indústrias precisam ofertar preços maiores para preencher as escalas.

O instituto informou que as  referências para a arroba do boi gordo e da vaca registraram valorização de  0,26% e 0,61%, respectivamente. A média de preços está ao redor de R$292,17/@ para o boi gordo e a vaca gorda gira em torno de  R$282,12/@. 

Os participantes do aplicativo da AgroBrazil divulgaram negócios para o boi gordo com destino ao mercado interno em Caiapônia/GO ao redor de R$ 300,00/@, à prazo com 10 dias para pagar e com data para o abate em 22 de abril/21. Já na localidade de Arenópolis/GO, foi registrado negócio para a vaca gorda R $ 290,00/@ à prazo com 10 dias para pagar e com data para o abate para 23 de abril/21. 

O movimento de alta foi observado em todas as categorias bovinas, principalmente nos animais de reposição. “O pecuarista deve ficar atento aos fatores sociais e econômicos que possam influenciar o mercado do boi gordo para, assim, comercializar seu animal no momento mais propício, visando aumento de margem”, reportou o Ifag. 

A cotação para o nelore macho  de 13 a 24 anos está precificado ao redor de R$ 3.434,33 por cabeça, enquanto a Nelore Fêmea de 13 a 24 anos está em torno de R$ 2.666,67 por cabeça. Já o valor do mestiço macho está ao redor de R$ 2.950,00 por cabeça e mestiço fêmea está em torno de R$ 2.403,33 por cabeça. 

Confira o relatório completo AQUI.

Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário