Em ritmo típico das sextas-feiras, o mercado do boi gordo trabalha em ritmo mais lento

Publicado em 05/11/2010 13:02
515 exibições

Em ritmo típico das sextas-feiras, o mercado do boi gordo trabalha em ritmo mais lento. Os preços oferecidos no balcão dos frigoríficos paulistas permanecem estáveis em R$110,00/@, mas já se ouve falar em negócios entre R$115,00 e R$118,00/@ à vista.
É uma situação complicada para a indústria, que segue à procura de boa quantidade de animais terminados.
No Pará, uma situação inédita: o boi chegou ao R$100,00/@ à vista em Paragominas e já se fala em R$101,00/@ à vista em Castanhal. As escalas permanecem curtíssimas e atendem 1 dia útil, programadas para segunda-feira.
No norte do País o volume de precipitação ainda não chegou de forma a favorecer as pastagens, dificultanto bastante a situação de frigoríficos. Além disso, a demanda de animais para o abate compete com a demanda pela exportação de animais vivos.

Clique aqui e confira a análise na íntegra.

Tags:
Fonte: XP Agro

Nenhum comentário