Com a queda de temperatura, muitos pecuaristas apressaam entrega de animais

Publicado em 14/06/2011 10:39 339 exibições

PICO DE SAFRA: As temperaturas caíram nesta semana em grande parte do país, prejudicando a qualidade das pastagens, e, apesar de esse “aperto” do clima ter sido mais ameno no Estado, muitos pecuaristas procuraram apressar a entrega de animais terminados, no intuito de evitar uma perda de rendimento desses animais. Com isso veio a pressão dos frigoríficos, com os compradores reduzindo o preço pago pelo boi gordo. A arroba, em Mato Grosso, que era cotada no início do mês de maio a R$ 90,73/@, registrou na sexta-feira o preço de R$ 85,29/@, obtendo uma queda de R$ 5,44/@ no período. E esse movimento pode ainda prosseguir no curto prazo, principalmente devido à escassez de pastos em algumas regiões do Estado, em função da morte súbita de pastagens, que favoreceu para o aumento no custo de arrendamento. Razão de preocupação para muitos pecuaristas do estado, uma vez que, a demanda é alta em muitas
regiões, fazendo com que muitos dos negócios de arrendamento informados estarem girando entre R$ 10,00/cabeça/mês à R$ 15,00/cabeça/mês neste ano. Deste modo, os pecuaristas que trabalham utilizando-se deste sistema poderão registrar uma diminuição nas margens de lucro, caso esse aumento não se repasse ao restante da cadeia.

Clique aqui e confira a análise na íntegra

Tags:
Fonte:
Imea

0 comentário