Café: Demanda interna firme valoriza robusta e limita exportação

Publicado em 24/01/2013 10:30
471 exibições
As cotações do café robusta no físico brasileiro têm reagido expressivamente neste início de 2013, de acordo com dados do Cepea. Apesar de continuarem abaixo dos níveis do mesmo período de 2012, quando eram recordes, os preços vêm ganhando cada vez mais força, impulsionados pela demanda firme. A maior procura, considerando-se o robusta, é pelo tipo 7/8 bica corrida, que é destinado basicamente ao mercado interno. Para o exterior, a venda está limitada, sendo um dos motivos, justamente, o preço interno mais atrativo. Segundo pesquisadores do Cepea, a alta do robusta só não é maior pelo grande volume produzido na safra 2012/13. Entre 16 e 23 de janeiro, o Indicador CEPEA/ESALQ do robusta tipo 6 peneira 13 acima, a retirar no Espírito Santo, teve aumento de 2,47%, fechando nessa quarta-feira a R$ 275,56/saca de 60 kg. O tipo 7/8 finalizou a R$ 268,02/saca, alta de 2,09% no mesmo período também a retirar no Espírito Santo.
Tags:
Fonte: Cepea

Nenhum comentário