Epamig defende monitoramento de cafezais para reduzir broca

Publicado em 26/03/2014 14:37 372 exibições

A Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) defende o monitoramento dos cafezais como uma alternativa eficiente de controle da broca-do-café. Segundo estudos da empresa, identificar as áreas infestadas faz com que o produtor use de forma racional o inseticida. As pesquisas da Epamig mostram que o controle químico não é necessário em toda a lavoura porque o ataque da praga não é uniforme. “Em geral, somente 35% do total da lavoura requer controle químico. As lavouras novas, nas primeiras safras, não apresentam infestação da broca por isso não requerem controle químico”, explica Júlio César de Souza, pesquisador da Epagmig.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico

 

Tags:
Fonte:
Valor Econômico

0 comentário