Café: cotações recuam em NY mas fundamentos continuam positivos

Publicado em 25/04/2014 10:05 e atualizado em 25/04/2014 10:45 680 exibições

 O café arábica registra cotações em queda na manhã desta sexta-feira (25) na Bolsa de Mercadorias de Nova York. Por volta da 10h20(Brasília) os contratos com vencimento em julho/2014 operavam a 211,15 centavos de dólar por libra-peso, decréscimo de 365 pontos em relação ao fechamento anterior. Setembro/2014 recuava 385 pontos cotado a 213,00 centavos de dólar por libra-peso e o Dezembro/2014 operava a 215,20 centavos de dólar por libra-peso, com 405 pontos de baixa. Na sessão de ontem, o mercado fechou em leve alta, depois de trabalhar a maior parte do pregão do lado negativo da tabela motivado por um movimento de realização de lucros.

De acordo com os analistas, as cotações devem continuar oscilando nos dois territórios, pois números precisos sobre as perdas nas lavouras brasileiras só serão conhecidos após a colheita e o beneficiamento dos grãos. A Bloomberg noticiou esta semana que, além dos danos causados pela seca prolongada, a safra brasileira 2014/15 poderá ser ainda mais prejudicada, com perda de volume e qualidade, se as previsões de El Niño se confirmarem, trazendo excesso de chuvas no período de colheita.

No momento, não existem motivos para as cotações recuarem a níveis inferiores a US$2,00 libra peso, tanto que os movimentos negativos dos últimos dias não têm se sustentado. Os recuos registrados fazem parte apenas de uma tomada de lucros para correção do mercado. 

O café arábica já subiu 94% este ano devido às previsões de déficit de oferta global, já que, além da quebra da safra brasileira, países da América Central também devem ter sua produção reduzida pela incidência de ferrugem nos cafezais. 

Tags:
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário