Café: Mercado encerra neutro em NY, com redução dos negócios

Publicado em 22/05/2014 18:09 610 exibições

O mercado do café arábica teve uma sessão quieta e com poucas negociações nesta quinta-feira (22) na Bolsa de Nova Iorque (Ice Futures US). Os contratos começaram o dia em queda, mas encerraram com menos de 10 pontos de alta. 

O vencimento julho encerrou em 181,35 centavos de dólar por libra-peso e queda de 5 pontos, setembro fechou em 183,70 cents e dezembro ganhou 5 pontos, encerrando em 187 cents / libra-peso. Ao longo da sessão, alguns vencimentos chegaram a perder o patamar de 180 centavos de dólar. 

A incerteza de investidores a respeito do real tamanho da safra brasileira continua deixando o mercado volátil, de acordo com analistas. As notícias a respeito do aumento da incidência de ferrugem do café em lavouras da América Central, que poderia atuar como fator altista, parece não estar mexendo com o mercado. 

De acordo com o corretor Lúcio Ribeiro Júnior, da Flavor Coffee, a ferrugem já está na região há muito tempo, por isso não deve mexer com o mercado. 

O analista de mercado Eduardo Carvalhaes ressalta que o mercado está mais calmo porque os produtores estão recusando as ofertas baixas que estão sendo feitas pelo café 

Venda de estoques governamentais
A resolução do governo federal de colocar até 397 mil sacas de café dos estoques públicos à venda, publicada ontem (21) no Diário Oficial da União, já está mobilizando alguns representantes do setor que vêem a ação como negativa para os preços. Líderes da cafeicultura estariam se mobilizando para evitar as vendas ou mesmo reduzir o volume vendido. 

De acordo com Eduardo Carvalhaes, apesar de colocar mais produto no mercado, a ação do governo poderia ter um efeito altistas nos preços. “O mercado internacional pode entender esta venda como um sinal extremo de que a escassez de oferta está tão grande que o governo precisa vender seus estoques”. 

O mercado físico registrou fechamento misto. O café tipo 6, bebida dura, teve alta de 2,33% em Varginha-MG e a saca de 60 kg é vendida a R$ 440,00. Já em Poços de Caldas-MG a saca perdeu 2,44% e fechou o dia valendo R$ 400,00.    

Tags:
Por:
Fernanda Bellei
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário