Café: dia ruim para o arábica com quedas de até 460 pontos em NY

Publicado em 22/07/2014 15:34 663 exibições

Dia negativo na Bolsa de Nova Iorque (Ice Futures US) para o mercado de café arábica. Em sessão de grande volatilidade, as máximas para setembro chegaram a 173,60 centavos de dólar por libra-peso, enquanto as mínimas apresentaram 166,60 cents/libra-peso, diferença de 700 pontos. 

O vencimento setembro encerrou em 168,30 cents/libra-peso. Os contratos com entrega para dezembro fecharam em 172,10 centavos/libra-peso. Já março/2015 e maio/2015 perderam 460 pontos e anotaram 175,50 cents/libra-peso e 177,65 cents libra-peso respectivamente.

Depois de três sessões em alta, onde as cotações foram maiores desde abril, os preços caíram fortemente neste pregão. Um motivo para essa movimentação abrupta pode ser o reposicionamento dos fundos.

Apesar da queda em NY, produtores brasileiros continuam relatando grande quebra em suas safras. “Como produtor de café há mais de 50 anos, noticio que, durante esse tempo nunca presenciei uma quebra de produção tão drástica em minhas propriedades”, expôs o cafeicultor Pedro Aparecido Sebaio. 
Pedro possui lavouras em Carlópolis/PR e Patrocínio/MG. Na primeira, a quebra calculada é de 50%. “A seca prejudicou o tamanho dos cafés. Eu tive produtividade, mas o café está chocho, os grãos miúdos. Há dois anos que não consigo peneiras acima de 17 (tamanho para exportação)”, detalhou ele. Em Minas Gerais, o cafeicultor perdeu a produção do ano por conta de uma chuva de granizo e teve que esqueletar a lavoura para que consiga colher no próximo ano. Isso, se a florada for boa, porque pela análise dele, “o crescimento dos galhos foi pequeno e onde nasceriam 10 flores, vão vir apenas 5”, completou ele.

Veja também "Juan Valdez chega a Miami no momento em que a Starbucks entra na Colômbia", clique aqui

 

Tags:
Por:
Talita Benegra
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Domingos Blanco Vega Neto Fartura - SP

    Boa tarde a todos os leitores do noticias agrícolas. Sou produtor de café em Fartura SP, posso dizer com com toda certeza que a quebra de café em minha propriedade que já terminei a colheita e de produtores amigos que estão no mesmo estagio e que já beneficiaram café que a quebra é assustadora, nos deixando atônitos, a ponto de não saber como conduzir neste momento. Creio que os mercado ainda não percebeu esta quebra, eles estão jogando com a sorte de nos produtores que necessitamos de renda pra podermos ir avante com a atividade. só espero que quando o mercado perceber está quebra assustadora não seja tarde para nos produtores. Um grande abraço a todos.

    0